Astrologia

Saturno em Capricórnio até 2020 e o equilíbrio de dar aos filhos, mas não mimar

publicado por

Onde houver excesso de mimo se construirá no futuro uma falta

Saturno ingressou em Capricórnio em 20/12/17, signo em que irá ficar até 2020. Eu já falei um pouco sobre este posicionamento em dois artigos (Sete Conselhos para se dar bem com Saturno em Capricórnio  e 2018, ano de recompensas para quem souber se planejar e persistir), mas há muitos ângulos a explorar sobre um planeta transitando no signo que é a casa natural dele.

Então, hoje eu vou explorar um destes ângulos. Vou chamar de a “falta saudável”, que é o papel do Saturno.

Vamos supor que eu sou uma mãe que faz demais pelo filho ou dá demais ou o protege em excesso. Na abundância excessiva e artificial que eu vou produzindo, vou criando faltas enormes neste filho.

Sendo boa demais, eu posso dar espaço para que ele seja egoísta ou tenha mau gênio. Sendo generosa em excesso, para que seja acomodado e não saiba lutar. Aonde eu supro indiscriminadamente eu vou gerando lacunas. O filho não aprende aquela característica, que pode ser respeitar, ter limites, se autogerir, trabalhar ou se esforçar.

Quem faz isto parte da arrogância de que estará sempre presente para cuidar do rebento. Há nesta postura uma perigosíssima despreocupação com o futuro. Ajuda o outro no presente e estraga o futuro dele. O processo de infantilização não cria adultos. O mimo empanturra na juventude, mas empobrece terrivelmente a partir dos trinta anos (ou seja, a partir do retorno de Saturno). Cria pessoas que não se conhecem, e por isto realizam muito pouco. O pai ou mãe que cobra pouco e mima muito manda um recado inconsciente de que não acha o filho capaz e na maioria das vezes se realiza esta profecia. São pessoas com capacidade para muito mais, mas que não se veem assim e se mediocrizam, ficam muito aquém do que poderiam ir.

Por isto, quando há este tipo de estrutura, não se nota em apenas um filho, mas em mais de um. Muitas vezes, um deles rompe este padrão de desvitalização e inércia e resolve começar a lutar e se encaixar na realidade. Esta pessoa entra no que Saturno quer e começa a realizar. E é um alívio imenso para ela e para a família.

Então, se você é pai/mãe, lamento dizer, mas o seu papel também é ser chato, se aborrecer, cobrar, castrar, limitar. Você às vezes vai ter que ser duro, sério, saber fazer carinho, mas dar bronca também. Se amolecer e criar filhos moles demais, vai ter que sustentá-los por muito tempo quando adultos e não conseguir vislumbrar um futuro para eles. Eles ficarão pendurados em você. Terão 35 anos e pensarão como tendo 18. Há famílias inteiras penduradas no dinheiro dos mais velhos.

Bom, e o excesso de Saturno? Foram aquelas pessoas criadas com nunca nada sendo bom. É a dureza, privação. Uma nota nove é pouco. O processo de exigência é constante. Nunca relaxam. São hábeis em verem o que faltou, o que poderia ter sido melhor. A cobrança excessiva por desempenho às vezes faz com que deixem de fazer ou realizar (por acharem que algo não está ainda bom) ou que tudo seja tenso demais. Parâmetros estratosféricos sufocantes. E, não raro, altas doses de solidão e/ou sobrecarga.

Nenhum excesso é bom. Há um meio termo que permite aceitar um oito como bastante louvável ou um cinco como algo que pode acontecer às vezes, mas que vai ter que subir.

A falta bem dosada empurra. É depois dos trinta anos que as pessoas vão mostrar quem são. Às vezes, aquele que teve muito pouca ajuda construiu mais do que o que se acomodou pensando na futura herança da família. “Não tenho que fazer muito, já está aí, um dia eu pego”, é o que pensa a pessoa. Mas enquanto sonha com o que alguém já fez, não testa os seus próprios limites, não descobre seus talentos, não brilha e nem se lapida. E esta falta vai fazer muita falta… A falta de si próprio, de sua autoestima, de quem se é. Esta lacuna dói e dói muito. As ilusões do mimo não se sustentam na medida em que o tempo saturnino passa e vai fazendo os cabelos rarearem na cabeça do garotão bonito de ouro que foi protegido em excesso.

Por isto, para Saturno, até o filho de um bilionário tem que ser desafiado. Não no sentido de viver como pobre, o que não é, mas tem que ser cutucado. Todo mundo tem que ter uma utilidade, dar algo para o mundo – Capricórnio. E todos nós pegamos da mesma fonte. Eu posso dar a compreensão para alguém através da minha consulta de Astrologia, mas posso precisar do trabalho de uma diarista que me ajude. Nós vamos nos apropriando um dos talentos dos outros, em uma grande troca. Por isto precisamos conhecer quem somos, e ninguém vai se conhecer sem entrar na vida e sem entender as leis da vida.

Dê graças a Deus ao mundo que o desenvolve e exige seus talentos. Deixe que este mundo te empurre a realizar. A realização é algo que acontece simultaneamente dentro e fora. Faz crescer a alma enquanto traz resposta material.

RSS Feed

Assine o RSS FEED e não perca nenhuma novidade do nosso site!
Você também pode receber as atualizações da semana assinando por email!

Deixe o seu comentário:

Vanessa Tuleski

Vanessa Tuleski iniciou seus estudos de astrologia em 1989, passando a atuar como astróloga profissional 7 anos depois. Dá consultas astrológicas no Rio de Janeiro ou através do Skype para outras cidades. Agende a sua consulta!

É palestrante do evento anual de previsões astrológicas Presságios (RJ), colabora com os sites Personare e Constelar. Membro do SINARJ, palestrou eventos para astrólogos promovido por este sindicato de 2012 a 2017.

Atenção: este site NÃO é destinado a consultas gratuitas. Para tirar dúvidas sobre o seu mapa, é necessário agendar uma consulta paga. Respeite o astrólogo como um profissional que estudou para realizar o seu trabalho e que precisa ser remunerado, assim como um médico, advogado e qualquer outra profissão. Agradecemos!

Mais sobre Vanessa Tuleski »

Vanessa Tuleski - (CC) Todos os Direitos Reservados - Produzido por ifly9
O conteúdo deste site de autoria de Vanessa Tuleski está sob a licença de Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil. Nenhum conteúdo deste site pode ser copiado e reproduzido em outro site sem autorização do autor! Mais detalhes aqui!

Creative Commons License