A semana de 2 a 8 de novembro de 2020

Por

Semana ainda é bastante agitada, combinando a fase cheia com oposição do Sol com Urano, porém, Mercúrio retoma o movimento direto na terça, com um fluxo melhor da Internet e sistemas

Excitação em alta (fase lunar cheia e oposição de Sol com Urano), mas necessidade de paciência com trabalho, comunicações e sistemas, com Mercúrio em quadratura com Saturno, são algumas das tendências desta semana.

  • Até terça-feira (03): atua com mais força a oposição Sol/Urano, que trouxe muita agitação desde a semana passada. Aos poucos, começa a se dissipar, mas ainda bastante presente na fase lunar cheia, que só termina no domingo (08), com o início da minguante. Mercúrio retoma o movimento direto, com menos problemas em sistemas, comunicações e Internet, mas uma quadratura deste astro com Saturno, que vem desde a semana passada, ainda enseja alguns momentos de empecilhos e lentidão para o dia a dia, e chance de algumas notícias estilo “banho de água fria”. Tenha paciência.
  • A partir de sábado (07): se estreita uma oposição entre Vênus e Marte, podendo simbolizar conflitos por não se sentir respeitado e perigos para mulheres. Potencial, ainda, de aumento de despesas e gastos. Um sextil entre Sol e Netuno, porém, ajuda a suavizar circunstâncias para quem buscar vias mais amenas, além de reforçar a intuição.
  • Novembro: é o mês da última conjunção entre Júpiter e Plutão, que já ocorreu duas vezes em 2020. A primeira, no início de abril, esteve associada à presença do COVID-19 no mundo inteiro, a segunda, em junho, sinalizou um momento ainda bastante tenso da pandemia e a terceira, já começando em meados de outubro, trouxe a segunda onda de COVID-19 na Europa. No âmbito individual, porém, a conjunção favorece os que estejam empenhados em transformações, dispostos a realizarem reais mudanças, com esforço.

Oposição Sol/Urano: abertura a coisas novas, mas também radicalismo e agitação

A oposição Sol/Urano, que vem desde a quarta-feira da semana anterior (28), atua com mais força até a terça-feira (03), afastando-se depois. Conforme explicado nas previsões da semana passada, ela traz agitação, inquietude, mas, igualmente, renovação, excitação positiva e novas ideias.

Também fica associada a imprevistos, rupturas e potencial de radicalismo, como foram, na semana passada, o atentado à basílica de Nice, na França, uma explosão em uma escola religiosa no Paquistão, o terremoto no Mar Egeu, que atingiu a costa da Turquia e Grécia. Então, ainda podemos ter reflexos de toda a agitação uraniana, o que também tem a ver com a fase lunar cheia, a mais excitável de todas, com a Lua minguante começando apenas no domingo (08).

Um dos significados da oposição é de imprevistos e inversão de expectativas, sendo que a eleição americana, a nação mais influente do mundo, ocorre sob esta oposição e debaixo de forte expectativa e tensão.

Mercúrio retoma o movimento direto, mas ainda está em tensão com Saturno

Depois de cerca de três semanas retrógrado, Mercúrio retoma o movimento direto na terça-feira (03), o que ajuda a raciocinar também de forma mais direta, reduzindo a tendência a indecisões. Mercúrio retrógrado é também conhecido como uma época com mais imprevistos na Internet, sistemas e comunicações.

Todavia, Mercúrio ainda vai ter aspecto de tensão com Saturno, o que já vem desde a quarta-feira passada (28) e se estende até 10/11, com destaque para o aspecto exato ocorrendo exato na sexta-feira (06). Veja algumas possíveis manifestações, lembrando que nem todas precisam acontecer:

– lentidão em alguns assuntos, muitas vezes porque algo depende do outro;

– surgimento de problemas práticos para resolver;

– aumento de entraves no dia a dia;

– tarefas mais chatas e/ou trabalhosas;

– estar mais ocupado e/ou sobrecarregado no dia-a-dia;

– doses de preocupação;

– potencial de más notícias, estilo “balde de água fria”.

Além disso, como Mercúrio transita por Libra, faz pensar mais em questões de relacionamento, justiça, com nem sempre facilidade em chegar a uma resposta assertiva em situações que envolvam meandros.

Fim de semana: propensão a aumento de conflitos

Se a oposição Sol/Urano começa a se dissolver a partir da metade da semana, se dissipando com a Lua minguante, uma oposição entre Vênus em Libra e Marte retrógrado em Áries se inicia a partir do sábado (07), ficando presente até o dia 11/11. Veja algumas possíveis manifestações, observando que nem todas precisam acontecer.

– No âmbito coletivo, há mais propensão de conflitos entre gêneros, uma vez que Vênus e Marte regem, respectivamente, o feminino e o masculino. Então pode haver mais ocorrências envolvendo ofensas, polêmicas, agressões entre gêneros e notícias de feminicídios. Fase mais perigosa para mulheres transitarem em locais de risco.

– Potencial de conflitos, em especial por sentir que algo não está sendo justo, por não se sentir considerado, por achar que o outro está tendo uma postura egoísta. Mais pessoas também podem agir de forma grosseira e/ou agressiva.

– Chance de aumentos de gastos, seja por impulsividade ou pelo surgimento deles.

– Certa divisão entre um lado que quer paz e outro que precisa se posicionar, um que quer ficar na preguiça e outro que tem de estar em atividade.

– Parceiros podem experimentar um aumento de diferença de vontades por estes dias, como um querer mais agito e outro mais tranquilidade. Nas paqueras, as pessoas envolvidas podem ter objetivos diferentes.

– Aumento de energia sexual geral, mas também com potencial de excessos e distorções em função disso.

Intuição e transformações positivas para quem se empenhar

A partir de sábado (07), o Sol faz um aspecto harmonioso para Netuno, o que aumenta esperança, intuição, traz um pouco de sorte. Também ajuda a haver suavizações em situações que estejam mais tensas, desde que se busque ter uma visão mais ampla. Aumento de conexão com o plano espiritual para quem meditar e buscar esta via.

Novembro é o mês da conjunção Júpiter/Plutão que, no seu melhor, ajuda pessoas que estejam se empenhando em algo (a conjunção acontece em Capricórnio, que tem a ver com isto) possam realizar transformações, como mudar hábitos, retomar algum tipo de atividade física e assim por diante.

No âmbito coletivo, porém, o aspecto esteve associado a um aumento de contaminações por COVID-19 na Europa e, nitidamente, com acirramento de conflitos religiosos, que podem prosseguir em novembro, dado a tensões de Vênus ao longo do mês.

Deixe um comenário