A semana de 26 de outubro a 1 de novembro de 2020

Por

De meados da semana em diante, Céu tende a empecilhos e a grande imprevisibilidade, e a eventos que podem ser importantes no Brasil e no mundo

Esta não é uma semana comum. É véspera de Lua cheia, que ocorre no sábado (31), e que vai ter a particularidade de um aspecto exato de oposição envolvendo Sol, Lua e Urano. Os dias que antecedem e precedem esta impactante Lua cheia, portanto, tenderão a precipitar reviravoltas e fatos inesperados, seja no âmbito pessoal e/ou coletivo. Veja a seguir.

  • Na terça-feira (27): dois planetas ingressam em Libra, Mercúrio voltando a este signo por retrogradação, e Vênus, saindo de Virgem. Dois planetas em Libra reforçam a busca por diálogo e entendimento. Mas também lazer, interação e beleza, temas librianos.
  • A partir de quarta-feira (28): Mercúrio em quadratura com Saturno vai incomodar mais com empecilhos no trabalho, no dia a dia e com possibilidade de surgirem tarefas mais chatas e trabalhosas. Começa também a oposição do Sol com Urano, o aspecto mais importante da semana, trazendo tanto um fluxo positivo de mudanças e novas ideias, mas também de agitação, potencial de intolerância, eventos inesperados, rupturas e acidentes, tanto no âmbito pessoal como no coletivo.
  • No sábado (31): vai ser o dia da Lua cheia em aspecto exato com a oposição do Sol com Urano, e com total destaque o mapa feito para o Brasil. Nas proximidades deste dia, e no próprio sábado ou logo em seguida, podem ter eventos que mexam com o âmbito político no Brasil ou nos Estados Unidos (ambos em pleitos eleitorais), bem como fenômenos da natureza imprevisíveis e com efeitos destruidores em vários países, com altas chances, inclusive, de ocorrerem também no Brasil. Lembrar que a Lua cheia inicia o período de maior excitação e agitação pessoal e coletiva.

A oposição Sol/Urano, o aspecto mais marcante da semana

Que tal conhecer o aspecto mais importante desta semana? Vai ser a oposição do Sol com Urano, que se torna mais presente a partir de quarta-feira (28), atuando até a terça-feira da semana seguinte (03). Esta forte combinação pode ter efeitos positivos, bem como trazer tensões.

– Forte impulso para mudanças, com ideias novas. Aproveite os insigths que podem vir, com ideias originais, novos ventos e direções!

– Quem vinha oprimido pode dar uma virada e se libertar de algo que não satisfazia mais. Se for o seu caso, apenas observe se tem como bancar. Exemplo: se quer pedir demissão, veja tem como lidar com o período seguinte, em que talvez uma recolocação não seja tão fácil. Apesar de haver uma facilitação para mudanças, ser simplesmente impulsivo, e não estar pronto para lidar com as consequências, não é a melhor forma de usar este aspecto. E nem criar turbulências à toa, como, por exemplo, terminar abruptamente com alguém de quem se gosta só porque não está conseguindo lidar com mais equilíbrio com uma situação. A ruptura impulsiva pode se tornar definitiva mais tarde, com o outro não querendo mais voltar.

– Aumento de agitação, de “jogar coisas para o alto”. Veja como lidar com isto. Canalizar todas esta agitação para uma atividade física e para ter momentos com um pouco de liberdade podem ser uma boa pedida.

– No coletivo, a semana e o início da próxima prometem ser agitadas, com propensão a protestos, manifestações, rebeldia, bem como a fenômenos da natureza como ressacas mais intensas, vendavais, tempestades, ciclones, furacões, etc. Também podem acontecer fatos inesperados e/ou que choquem coletivamente. A conjunção vai estar presente no dia das eleições americanas.

– Alta propensão a rupturas, seja de sociedades, relacionamentos ou parcerias. Sabendo disso, se algo já vem tenso em uma parceria, não é momento de pressionar, a menos que esteja preparado para uma ruptura e/ou desejando que isto ocorra.

– Chance de acontecimentos imprevistos durante a semana, seja para o outro e/ou vindo do outro. Alguém pode surpreender com algo que você considere negativo, mas também propor uma mudança na qual você não tinha pensado e que pode ser positiva.

– Inclinação a acidentes, infartos, derrames, emergências e falecimentos inesperados.

– Maior propensão a problemas elétricos, como ficar sem luz, isto tudo somado a outros fatores no Céu que propiciam imprevisibilidade no cotidiano.

O dia do aspecto exato vai ser o sábado (31), coincidindo, além de tudo, com a Lua Cheia. Vai ser um evento digno de nota, pois a Lua vai estar exatamente conjunta a Urano, e ambos os planetas exatamente opostos ao Sol. E, no mapa do Brasil, a configuração, que por si só já é suficientemente marcante, vai ocupar lugar de destaque, com o Sol conjunto ao Meio-do-Céu, ponto relacionado aos governantes e dirigentes, e a Lua e Urano conjuntos ao Fundo-do-Céu, que rege as bases do país, o solo brasileiro e o povo.

Há possibilidade, assim, de eventos surpreendentes começarem próximos ao dia 31, e envolverem algum tipo de turbulência, reviravolta e/ou escândalos políticos, visto que estamos em época de pleito eleitoral. Também não se descartam fenômenos da natureza destruidores, como o ciclone que houve em Santa Catarina em junho deste ano, ou fortes chuvas, que possam também ser destrutivas também para a agricultura.

Mercúrio volta a Libra: pensamento mais moderado, porém mais indeciso

Em razão da retrogradação de Mercúrio (13/10 a 03/11), fenômeno aumenta os imprevistos envolvendo tecnologia e comunicações, Mercúrio, em 2020, passa duas vezes por Libra e Escorpião, se alternando entre estes dois signos do início de setembro até o final de novembro.

Desta vez, retorna pela última vez a Libra na terça-feira (27), transitando por este signo até 10/11. Mercúrio em Escorpião é mais intenso e contundente do que Libra (27/09 a 27/10). Mercúrio em Libra tem uma suavização destas características, já que este é o signo das artes da diplomacia. Tende-se, também, a tentar inclinar o pensamento mais para o plano da razão.

Contudo, há, também, um aumento da indecisão, já que o plano racional nem sempre dá conta de tudo. Do lado positivo, fomenta o pensamento mais moderado e o diálogo. Em um momento em que o Céu vai tender à radicalização, como ficou claro no tópico anterior, isto pode ter suas vantagens.

Preocupações e/ou assuntos trabalhosos à vista

Mercúrio começa uma quadratura com Saturno na quarta-feira (28), que se estende até a sexta-feira (06) da semana que vem. Esteja preparado para:

– potencial de preocupações;

– surgimento de problemas práticos para resolver;

– aumento de entraves no dia a dia;

– tarefas mais chatas e/ou trabalhosas;

– e, como Mercúrio está retrógrado, revisão em tarefas que já foram feitas no  passado;

– estar mais ocupado e/ou sobrecarregado no dia-a-dia.

As boas novas de Vênus

Até terça-feira (27), Vênus em bom aspecto com Saturno traz maturidade para as relações, o que é ótimo, pois ajuda a lidar melhor com situações de diferenças. Positivo para reforçar laços de amizade e outros vínculos. Bom senso para compras e finanças.

Na própria terça-feira, Vênus troca de signo, saindo de Virgem para Libra, por onde transita até 21/11. Vênus em Libra costuma ser uma época muito aberta para as relações e parcerias, sejam as sociais ou afetivas. Todavia, nesta passagem em 2020, Vênus vai fazer várias tensões a partir de meados de 07/11.

Portanto, nesta semana ainda temos condições de aproveitar melhor os benefícios desta Vênus que tende à beleza, motivação por harmonia, traz traquejo social e simpatia.  O momento é muito bom para a paquera e para dar mais gás nos relacionamentos afetivos existentes. E também para conquistar o cliente com um atendimento mais gentil.

Os ciclos macros do final de 2020

Júpiter faz sextil com Netuno em outubro, falando da necessidade da manutenção da fé e esperança.

Júpiter também aperta a conjunção com Plutão entre 20/10 e 01/12, com o aspecto exato em 12/11. Conforme explicado no artigo de previsões gerais de 2020, a conjunção pode ter grandes crises, mas também expansão de alguns segmentos e atividades em meio à crise. Possivelmente pode sinalizar a última grande expansão do coronavírus, como o aumento de casos na Europa, uma vez que, segundo algumas projeções de especialistas, vacinas tendem a estar disponíveis nos primeiros meses de 2021.

Deixe um comenário