Céu da semana de 18 a 24 de janeiro de 2021

Por

Semana vai ser uma das mais agitadas do ano, com impaciência e acontecimentos inesperados, mas com maior empatia nas relações

Todo o mês de janeiro vai ter um Céu de tensões, como já se verificou no início do mês, com a invasão do Capitólio, e os acontecimentos dramáticos em Manaus na semana passada. Nesta, surpresas, embates e agitação continuam. O novo presidente americano, Joe Biden, assume sob um Céu revolucionário, mas cheio de tensões. O único planeta não tensionado é Vênus, que em aspecto favorável com Netuno fomenta o idealismo e a empatia.

O Sol ingressa em Aquário e já se enquadra entre Saturno e Urano

O Sol ingressa em Aquário na terça-feira (19), para transitar por este signo até 18/02. Na passagem anterior, do Sol por Capricórnio, você deve ter notado uma cobrança interna maior por disciplina, regularidade e trabalho, que são valores deste signo. Aquário vai abrir mais espaço para as trocas de ideias, foco no coletivo, vida social e o desejo de desfrutar, dentro do que for possível em um ano de pandemia, de mais liberdade e/ou libertação. Você vai ter uma sensação de “novos ventos” chegando, novas tendências e ideias, lembrando que o Sol vai se somar a Mercúrio, o planeta da mente, que já transita em Aquário desde o dia 8, dando ênfase à criatividade e aceleração de mudanças e criatividade. Júpiter e Saturno, por sua vez, planetas mais lentos, estão em Aquário desde o final de dezembro. Estamos tendo, portanto, em janeiro, ênfase em um signo que vai ser muito importante em 2021, que vai nos empurrar para progresso e coisas novas, mas não sem solavancos, por conta de uma tensão entre Saturno e Urano, os dois regentes deste signo.

Congestionamento de planetas em tensão nas duas últimas semanas de janeiro

Nesta semana, porém, vai começar uma configuração astrológica que vai envolver vários planetas em tensão e atravessar também a próxima semana, composta pelo Sol, Saturno, Júpiter, Marte e Urano.

Os primeiros três planetas estão em Aquário, signo que vai predominar em 2021, conforme as previsões gerais, associado a questionamentos, protestos e agitação nas redes sociais. Isto já foi visível na semana passada, com a grave crise em Manaus gerando muito movimento nas redes sociais e meios de comunicação.

Marte e Urano, por sua vez, estão em Touro, signo em natural tensão zodiacal com Aquário, de forma que foi previsto, no artigo geral, intensas polarizações no nosso país e no mundo.

Ademais, na live sobre Tensões Astrológicas em 2021 foi colocado que a segunda quinzena de janeiro seria um dos períodos mais tensos do ano, com ocorrências agitadas e inesperadas em vários lugares do mundo, seja envolvendo protestos, atos de rebeldia, fenômenos da natureza (como a nevasca histórica em Madri na semana passada) e outras manifestações. Para melhor entendimento, já que vários planetas vão estar envolvidos, vai ser mais fácil abordar o assunto por tópicos.

– O Sol caminha para uma conjunção com Saturno (20 a 27) e aspecto de tensão com Urano (23 a 29).  A conjunção com Saturno destaca responsabilidades, encargos e produz seriedade. Eventualmente, para algumas pessoas, até um certo peso, momentos de pessimismo e de menor vitalidade. Todavia, a quadratura Sol/Urano é altamente impaciente e rebelde. Traz potencial de rompimento e situações inesperadas. A combinação Touro/Aquário também pode trazer o dilema, para muitas pessoas, entre conservar ou mudar/romper.

– Marte, por sua vez, vem estando em uma quadratura com Saturno desde 05/01, e ela ainda está presente nesta semana. É um aspecto ligado a atrasos, lentidões e empacamentos em assuntos que gostaríamos que houvesse mais celeridade. Um exemplo disso foi a situação em Manaus na semana passada, que, ainda que fosse emergencial, foi totalmente cercada por demoras e obstáculos. Mas e por que a situação em Manaus ficou tão feia?

– Fora trânsitos ligados ao mapa astral de Manaus e ao fato de estarmos em plena pandemia, começaram a atuar estas configurações desafiadoras de janeiro, sendo que, na semana passada, houve uma conjunção do Sol com Plutão, que enseja situações críticas. Além disso, a partir de quarta-feira (14), a conjunção de Marte com Urano começou a atuar, sendo que vai ficar exata nesta quarta-feira (20), e se estender até 30/01. Diferente de Marte/Saturno, aspecto descrito no tópico anterior, Marte/Urano acelera, de modo que a capital do Amazonas vivenciou, de forma dramática, situações de empacamento e falta, e, ao mesmo tempo, de grande aceleração de crise. A combinação Marte/Urano pode levar, na coletividade, a situações de grande caos e descontrole, e isto pode acontecer, por motivos diversos, em outras partes do mundo. Ademais, é uma combinação clássica de acidentes, coletivos ou individuais. O jornalista Ricardo Boechat, por exemplo, faleceu em um acidente de helicóptero há cerca de 2 anos sob uma conjunção Marte/Urano.

– Na vida pessoal, a combinação Marte/Urano agita e traz imprevistos, correria e mudanças de última hora. Mais pessoas ficam suscetíveis à insônia e a momentos de impaciência. Nesta semana, o Sol vai se somar a isto, colocando mais lenha na fogueira.

– Uma dica imediata que se pode tirar disso tudo é que não é momento de pressionar ninguém no meio desta energia explosiva e pouco conciliatória. A tendência é que a outra pessoa, ao se ver pressionada, opte por romper algo, e, se você estiver preparado(a) para isto, tudo bem, mas, caso não esteja, este é um momento de intolerância e/ou radicalismo.

– Marte em quadratura com Júpiter, por sua vez (14/01 a 02/02), insufla exageros e alerta em relação a imprudência,, coletiva e individual. Esta imprudência, aliás, foi avisada em artigo desta astróloga sobre o eclipse de dezembro do ano passado, que assinalavam este potencial, e, de fato, a partir das festas de final e início do ano houve uma expansão dos casos de COVID-19. Muita gente ainda, com estas configurações no Céu, tem atuado de forma imprudente. Uma das coisas que o Sol conjunto a Saturno vai fazer pode ser chamar à responsabilidade, como alguns governantes tentando aumentar as restrições pra conter a pandemia. Todavia, em muitas circunstâncias não vai ser fácil controlar as pessoas, em razão de um alto potencial de protesto em vários lugares do mundo ou outros motivos.

– Se você se sentir muito agitado e pressionado, encontre válvulas de escape para lidar com isto. Fortes aspectos de Urano também pedem aceitação de nem tudo sair conforme o planejado. Além disso, veja o aspecto a seguir, que pode ajudar.

Vênus em harmonia com Netuno para amenizar um Céu cheio de turbulências

No meio de uma semana agitadíssima, a partir de quinta-feira (21), Vênus faz um contato favorável para Netuno.

Para quem não estiver envolvido em radicalismo, teimosia e disputas, associados aos aspectos já reportados, esta é uma energia amenizante, de conciliação e entendimento.

No amor, é uma combinação típica de aumento de coincidências e romantismo. Sabe, por exemplo, uma pessoa recém-solteira encontrar na rua a primeira pessoa por quem ela foi apaixonada e esta outra pessoa também estar disponível para um encontro? É algo possível para este aspecto, lembrando que Vênus em Capricórnio em janeiro favorece iniciar relacionamentos que possam ter um potencial maior de durabilidade e e compromisso.

Para comprometidos, favorece se colocar um pouco de leveza, delicadeza e imaginação na relação, algo que Netuno adora. Que tal assistirem juntos a um filme que sabem que vão curtir ou fazer algo que traga sintonia, ou, ainda, enviar mensagens românticas?

Vale também usar este ótimo aspecto fora da seara amorosa, sendo mais gentil com família e amigos.

Um outro ponto forte dele é que estimula a solidariedade, algo que pode ajudar muito nos acontecimentos turbulentos que já vêm desde a semana passada e que vão ocorrer até o final de janeiro.

Nas finanças, o contato também traz bons negócios, com vendas e compras fluindo com maior facilidade.

Deixe um comenário