Céu da Semana de 21 a 27 de dezembro de 2020

Por

Penúltima semana de 2020 terá marco astrológico importante para os próximos 20 anos

A semana anterior mudou o tom coletivo que vamos ter a partir de 2021, com dois planetas lentos, que estiveram em Capricórnio em 2020, Júpiter e Saturno, ingressando em Aquário, signo de novas correntes e modernizações. Mas esta tem, também, um grande evento. Veja o que esperar dos próximos sete dias.

  • Segunda-feira (21) é dia de Solstício de verão no Hemisfério Sul, isto é, o Sol ingressa em Capricórnio, signo da seriedade e foco, trazendo as reflexões de um ano que termina e do próximo que se avizinha.
  • Mas o dia 21/12 é também palco da conjunção exata entre Júpiter e Saturno, no grau zero de Aquário, que só acontece uma vez a cada 20 anos, gerando novas tendências sociais e econômicas que se estendem por duas décadas. Está lembrado de como estava o mundo em 2000? Pois uma nova fase começa agora!
  • Tradição e inovação se mesclam, com Sol e Mercúrio em Capricórnio puxando pela tradição, porém, ambos em boa sinergia com Urano, que fala em modernizar, improvisar e criar. A mente estará muito estimulada, em uma semana que pede e favorece criatividade!
  • Criatividade, mas também cautela, já que os riscos, de todos os tipos, vão estar bastante altos, com Marte em tensão com Plutão. O contato vem desde a semana passada e ocorre até o último dia do ano. Eventos climáticos e coletivos de impacto também podem ocorrer.
  • A semana fecha com um pouco de carência e nostalgia, em função do desacordo de Vênus com Netuno a partir de domingo (27).

Segunda-feira com um marco astrológico importante para os próximos 20 anos

A segunda-feira (21) é o início de um ciclo macro muito importante, explicado neste artigo, que vai lançar novas tendências sociais, econômicas e coletivas pelos próximos 20 anos: a conjunção de Júpiter com Saturno.

A última vez em que ela ocorreu foi em 2000, o ano em que se temia o “bug do milênio” e em que o que ocorreu, efetivamente, foi o estouro da bolha da Internet. Em Touro, a conjunção desenvolveu o plano material, popularizando, de certa forma, o acesso aos bens de consumo (geladeiras, celulares, etc) para camadas mais populares da população. Neste dia 21, o encontro se dá em Aquário, signo ligado ao desenvolvimento tecnológico e científico, algo que promete ser marcante a partir do próximo ano.

Na vida pessoal, esta combinação implica em uma espécie de inventário do que se consolidou (Saturno), mas também do que se deseja expandir (Júpiter). Ademais reforça que qualquer expansão (Júpiter) dependerá de um projeto e persistência (Saturno), esta última, aliás, um dos atributos mais necessários em 2020, quando este último planeta teve pleno destaque.

Ingresso do Sol em Capricórnio

Também na segunda-feira (21), ocorre o ingresso do Sol em Capricórnio, o Solstício de Verão no Hemisfério Sul.

Depois de um período mais descontraído, da passagem do Sol por Sagitário (21/11 a 21/12), entramos na energia do Sol em Capricórnio, presente até 19/01. Por ocasião das datas comemorativas de final e início de ano, o “efeito Capricórnio” é pensarmos mais seriamente sobre o que realmente importa ou não, nos âmbitos pessoal, familiar, de valores e trabalho. Tendemos a fazer um balanço do período que se fecha e de outro que se abre.

Após estas datas, a inclinação também é a de focar mais seriamente em algo, visto que o signo da cabra montanhesa pede concentração, realização e nos alerta sobre a passagem do tempo.

Natal com criatividade e estímulo

De quarta-feira (23) a domingo (27), ocorre um aspecto harmonioso entre Mercúrio e Urano, e de sexta-feira (25) a quarta-feira seguinte (30), o Sol também está em trígono com Urano.

Então, podemos resumir esta como sendo uma semana “uraniana”, apesar do lado tradicional de Capricórnio, representado pelo Sol e Mercúrio neste signo. Vamos mesclar tradição com inovação e/ou renovação de Urano. Novos pensamentos, novas ideias, mais liberdade e criatividade, de alguma forma vão surgir. É tempo de mudar a forma de pensar e enxergar questões!

A semana pode ser boa para conhecer coisas novas, como tecnologias, aplicativos e qualquer tipo de novidade. Esteja aberto, bem como a improvisos e mudanças de última hora.

Além disso, a perspectiva de vacinação, seja em outros países, ou, em algum momento, no nosso, finalmente traz a impressão, ainda que não de forma imediata, de mudanças, algo associado a Urano, acenando no horizonte.

Estes trânsitos também ajudam para que, nós mesmos, individualmente, fiquemos mais inventivos e propensos a desapegos, a começar pelo fato de ser um natal de pandemia, que é uma quebra de padrão em relação aos anos anteriores, que propiciavam muitas reuniões e encontros. O momento pede que as pessoas encontrem formas criativas de demonstrar carinho e afeto.

Há mais chances, ainda, de notícias de avanços, mudanças e algum tipo de libertação por estes dias!

Marte/Plutão: “todo cuidado é pouco”

Um aspecto pouco agradável é a quadratura Marte/Plutão, que presente desde a semana passada, e que só termina no último dia de 2020. É um contato de risco e ameaça, algo congruente com um final de ano com altos índices de contaminação do COVID-19, e que não se espera que amenize, já que, entre domingo (27) e 1º de janeiro, Vênus quadra Netuno, o que traz muita vulnerabilidade à propagação do vírus através de interações.

Assim, este aspecto pede alerta com a pandemia, e não relaxar somente porque se espera a chegada de vacinas em algum momento. Observa-se, ainda, que a quadratura ficará em total destaque no mapa astral do Solstício de Verão, que dura até 20/03 do próximo ano. Converge em relação ao mapa eclipse de 14/12 (veja a análise aqui), no sentido de que ainda estamos em plena e intensa batalha contra o vírus.

Fora isto, Marte/Plutão também requer cautela e estratégia na vida pessoal, já que há um potencial belicoso, que pode se traduzir em disputas pessoais, embates de poder e riscos diversos. Você talvez se sinta com mais medo e ameaçado por estes dias, e, embora tal sensação não seja confortável, atua no sentido de acionar o alarme para se acautelar quando for necessário.

Eventos climáticos mais extremos também são comuns com esta combinação, podendo acontecer em qualquer lugar do mundo, como o forte temporal, na semana passada, em Santa Catarina, ou uma nevasca no Japão. Ademais, tende a haver mais atos de violência, como uma explosão em uma cerimônia religiosa há alguns dias no Afeganistão.

Domingo com quadratura de Vênus/Netuno

Uma tensão entre Vênus e Netuno pode nos deixar mais sentimentais e a partir de domingo (27), se espalhando para a semana que vem. O aspecto aumenta a carência, que pode ser comum no final do ano, como a saudade de entes queridos que já partiram e/ou pessoas ou situações do passado – ou até do que gostaríamos de ter e não temos.

Do lado positivo, aumenta a sensibilidade, mas requer mais atenção com as finanças e com compras, movidas por maior potencial de engano e distração.

Deixe um comenário