Os efeitos do eclipse lunar de 30/11/2020 no Brasil, no mundo, em relação a pandemia e a vida pessoal

Por

O último dia de novembro começa com um fenômeno astrológico importante. Estamos falando do eclipse de 30/11/2020, que é lunar e ocorre às 6h29 no grau 8 de Gêmeos e que será visível na América do Sul, América do Norte, Ásia e Oceania.

Como funcionam os eclipses?

Algumas semanas antes de acontecerem, já temos o “efeito eclipse”, produzindo surpresas, reviravoltas, acontecimentos inesperados e um aumento de sensibilidade. Isto também perdura algumas semanas depois do eclipse.

Além disso, um eclipse tem vigência de seis meses, portanto, estas ativações ficam presentes na nossa vida e no âmbito coletivo por este tempo.

O eclipse lunar, em particular, traz situações novas inesperadas, pois é a Lua, que rege o passado e o conhecido, que fica eclipsada.

Eclipses ocorrem em um par de signos por um ano e meio a dois, reforçando determinados assuntos

Para Astrologia, o eclipse traz mobilizações, novidades e alterações para o coletivo e também na vida pessoal. Podemos, inclusive, relacionar o eclipse do final de 2019 com o início da pandemia. Vamos relembrar: os eclipses que ocorreram de meados de 2018 ao início de 2020 ocorreram no eixo Câncer-Capricórnio.

O que isso significa? Neste período, foi nítida a valorização maior dos laços (Câncer) e tendência a guiar por decisões mais conservadoras (Capricórnio). O desejo por construir algo significativo na vida pessoal e familiar foi o grande motor no inconsciente coletivo. Todavia, no negativo, houve aumento das ambições materiais e frieza.

Eclipses no eixo Gêmeos-Sagitário a partir de meados de 2020

Mas agora estamos vivendo eclipses no eixo Gêmeos-Sagitário (de junho de 2020 a dezembro de 2021). Como são signos com ritmo mutável, podem inspirar maior flexibilidade, adesão a mudanças e a “modelos mistos”.

Algo como “nem com ruptura, mas nem como era antes”. Ou, então, “meio aqui e meio lá”. Por conta da pandemia, por exemplo, algumas pessoas passaram um tempo em outra cidade ou país, ainda que continuem a trabalhar no mesmo emprego.

Neste tempo, podemos dizer que, do lado positivo, o eclipse pode mexer com as ideias, trazendo novos conceitos, flexibilidade e estimulando trocas, comunicações e o plano mental. Todavia, no negativo, pode haver fanatismo, pessoas que estão certas de deterem a verdade, arrogância e excessos.

E, eclipses, é bom sempre lembrar, podem ser sentidos por até seis meses depois que ocorrem. Então, vale a pena combinar as previsões deste eclipse com as previsões para 2021, que você pode ler aqui.

O eclipse de 30/11/2020 na sua vida

Portanto, não estranhe se houver alguém próximo de você que pareça estar cego (Netuno quadra com os Nodos Lunares deste mapa, aumentando a cegueira) e ainda se achando com toda a razão. O ponto cego também pode ser para você e você estar agindo assim.

É bom ter cuidado com ações hiper otimistas ou arrogantes nos próximos meses. Em especial no que envolver recursos e investimentos, já que a tríplice conjunção de Júpiter, Saturno e Plutão em Capricórnio (que tanto marca 2020 e pede realismo e planejamento), ocorre na área do dinheiro.

Do lado positivo, este eclipse indica tendência de muito trabalho e produção, boa parte sendo realizado nos bastidores nos próximos seis meses. Além disso, pode ocorrer mais abertura a novas ideias e favorecimento de comunicações, cursos e ensino (Gêmeos).

Há, todavia, maior vulnerabilidade com família. Por isso, atenção ao aumento de casos de Covid-19, mas também aos estados de melancolia, depressão, ilusão e engano.

Contornadas as ilusões e excessos, porém, este é um mapa astral bastante potente no âmbito das iniciativas, criatividade e do desejo de expansão, manifestando-se até o próximo eclipse lunar, em 26/05/2021.

Quando o eclipse de 30/11/2020 ocorrer (às 6h29!), o Sol estará na Casa 12 no mapa astral levantado para Brasília. A dica aqui é: saiba descansar, medite, cuide de você. E mais: você sabe que áreas da sua vida o eclipse de 30/11/2020 pode ativar?

Sabendo a hora e o local em que você nasceu, você pode acompanhar as áreas da vida que este eclipse pode destacar. Para saber a casa astrológica em que o eclipse cai no seu Mapa Astral, siga o passo a passo:

  1. Acesse o seu Mapa do Céu aqui neste link do Personare
  2. Veja qual é a casa astrológica pela qual o Sol transita durante o horário do eclipse.
  3. Depois, veja abaixo o significado do eclipse na casa que aparece em destaque no seu Mapa do Céu. Esses são assuntos que o eclipse pode trazer questionamentos e/ou fatos novos para a sua vida, referentes ao grau 8 de Gêmeos no seu mapa.
  • Casa 1: esta Casa diz respeito a você e aos começos. Novas sementes podem surgir aqui em sua vida pessoal, novas atitudes e direções, talvez até algo novo na sua aparência.
  • Casa 2: trata dos assuntos práticos e financeiros, como ganhar e gastar dinheiro. E também a sua autoestima, amor-próprio e talentos. O eclipse pode trazer questionamentos sobre a conversão de seus talentos em algo prático na sua vida.
  • Casa 3: tende a haver mobilização de questões ligadas a comunicação, irmãos ou parentes, deslocamentos, papéis, documentos e a sua forma imediata de pensar. Esta é uma casa de diversidade e lidar com assuntos diversos, tendo de atuar com flexibilidade.
  • Casa 4: o eclipse ativa a sua esfera mais íntima, como sua casa e sua família. Assuntos imobiliários também podem ser relevantes nessa fase, bem como questões de passado, emocionais, infância e até velhice.
  • Casa 5: questões ligadas a amor, filhos, prazer, gratificação e projetos pessoais devem se tornar relevantes nos próximos meses, bem como a sua identidade. Você pode se perguntar o que realmente te satisfaz e dá prazer.
  • Casa 6: tende a haver mobilizações e foco em questões de saúde, hábitos, rotina, alimentação, trabalhos, tarefas e organização. Esta casa também rege os animais de estimação, com potencial também de acontecimentos em relação a eles.
  • Casa 7: a área de reflexão e acontecimentos vai ser a das parcerias e relações. Para quem esta em um relacionamento, também pode haver fatos e projetos novos para à pessoa parceira.
  • Casa 8: podem surgir temáticas ligadas ao dinheiro do outro ou dinheiro em sociedade com outras pessoas. Questões ligadas a sexualidade, sentimentos profundos, cirurgias, finais de ciclo, renascimentos, crises e transformações também podem ser destacadas nessa fase.
  • Casa 9: tende a haver ativações ligadas a ensino à distância, especializações e estudos. Ou então filosofias, religiões, aspirações, viagens, contatos com o exterior e em relação a sua própria visão de mundo.
  • Casa 10: novos fatos podem surgir relativos a questões profissionais, visibilidade, objetivos maiores, realizações e vocação. Essa casa também rege um dos pais, podendo trazer acontecimentos para eles.
  • Casa 11: mobilizações e fatos novos podem surgir em relação a grupos, amigos e amizades, projetos para o futuro e participação em questões coletivas.
  • Casa 12: podem ser acionadas suas questões internas, vulnerabilidade, mundo psíquico e espiritual, influências inconscientes, ações de bastidores, lidar com o tema da solidão ou de estar na própria companhia.

O primeiro eclipse em Gêmeos em junho de 2020: protestos antirracistas e questionamentos

Por mexer com ideias, foi nas imediações do eclipse de 05/06/2020 que ocorreram os primeiros protestos antirracistas do mundo, após a truculenta morte por asfixia, no estado americano de Minnesota, nos Estados Unidos, de um homem negro, George Floyd, pela ação de um policial branco. Note-se que Gêmeos está ligado ao pulmão e rege a respiração, e Floyd morreu asfixiado, com as últimas palavras sendo “por favor, não consigo respirar”.

O eixo Gêmeos-Sagitário presente em 2021 tende a ser, portanto, de muito questionamento, o que vai se somar aos trânsitos de Júpiter e Saturno por também um signo do elemento Ar, Aquário, sendo que já foi dito que 2021 não vai ser um ano de se calar. Gêmeos tem a ver, justamente, com o falar.

Júpiter em Aquário: ano de 2021 favorece atualização, abertura ao novo e ao coletivo

Saturno em Aquário de 2021 a 2023: tempos de mudanças e modernizações

Do ponto de vista da pandemia, Gêmeos-Sagitário é um eixo de vulnerabilidade para esta questão, que favorece a propagação do vírus do COVID-19 (a qual, curiosamente, é especialmente perigosa para pulmão e vias áreas, regidas por Gêmeos). Além disso, Netuno, um planeta ligado a vulnerabilidade de contaminações, forma um ângulo de tensão com os Nodos Lunares. Assim, vai ser realmente necessário a ação de vacinas para conter a pandemia. Marte faz aspecto fluente com o eclipse, mostrando, justamente, a saída através de ações rápidas e efetivas quando for possível começar a vacinar.

O eclipse de 30/11 e o Brasil

O Sol e a Lua, no mapa de 30/11 para Brasília, ocupam as Casas 6 e 12, relacionadas a saúde. Na imediação do eclipse, aumentaram os casos de COVID-19 no país, ao mesmo tempo em que se noticia a chegada das primeiras vacinas para janeiro/fevereiro, ou seja, ainda na vigência do fenômeno. Gêmeos-Sagitário fala dos desafios da distribuição da vacina em um país grande e diverso como o nosso.

Curiosamente, foi nas imediações do segundo eclipse geminiano de 2020, este de 30/11, que tivemos mais uma notícia estarrecedora de racismo, não nos Estados Unidos, e sim, no Brasil, e de forma muito similar. Na véspera do dia da Consciência Negra, em 19/11, João Alberto Silveira Freitas, um homem negro de 40 anos, foi espancado até a morte por dois seguranças de um supermercado, o que, de forma muita justa, levantou protestos no nosso país.

Note-se que o eclipse, além disso, no mapa astral da Independência do Brasil, cai sobre a Lua e Júpiter, que regem o povo. O povo tende ainda a ser sacrificado, sobretudo os mais vulneráveis. O auxílio emergencial, que ajudou milhões de brasileiros na época em que o isolamento social foi mais rigoroso, está previsto para ser pago somente até o final do ano, todavia, a economia do país, assim como a população, em razão da pandemia, ainda está em recuperação e a pandemia mundial ainda ocorre.

O eclipse sobre a Lua/Júpiter em Gêmeos também fala do prejuízo para estudantes do Ensino Básico e Médio (Gêmeos é o signo ligado a este tipo de ensino) de escolas públicas, e as dificuldades em se realizar o Enem em um ano de pandemia. E, além disso, o efeito que a pandemia causou para estudantes com dificuldades com Internet e em continuar o aprendizado à distância.

Os eclipses em Gêmeos-Sagitário em 2021 devem continuar a fomentar o ensino à distância, em um ano com ênfase em Aquário, signo ligado ao desenvolvimento tecnológico e informatização. Mas, como a rede pública não estava preparada para isto, este eclipse ainda mostra o baque que vai ser realizar todo este processo de modernização, pois a precariedade, muitas vezes, está na casa do estudante.

O eclipse de 30/11 e os Estados Unidos

Note-se que o eclipse de 30/11 cai exatamente em cima do Urano no mapa dos Estados Unidos, então pode-se esperar muita agitação, algo ligado a Urano, naquele país nos próximos 6 meses, bem como imprevisibilidade (de ações, clima ou, ainda, relação ao COVID-19). E a chegada de novas ideias e mudanças, o que, aliás, coaduna com o início de um novo governo presidencial, a partir de 20 de janeiro, tempo em que o eclipse ainda estará atuando (até maio/2021). A ativação de Urano na Casa 7 também pode falar em potenciais discordâncias com outros países e/ou intervenções em outros países, como a criação de sanções.

 

1 comentário sobre “Os efeitos do eclipse lunar de 30/11/2020 no Brasil, no mundo, em relação a pandemia e a vida pessoal”

Deixe um comenário