Astrologia

Lua Nova de Gêmeos de 22/05 a 21/06/2020 traz momentos críticos e pede abertura para aprendizados

publicado por

Lunação ocorre em 22 de maio e requer lidar com crises e fazer transformações necessárias

A Lua Nova em Gêmeos, que começa no dia 22 de maio de 2020, às 14h38, traz foco nas relações. O mapa astral dessa Lua Nova tem Ascendente em Libra, indicando que os próximos 30 dias podem ter a necessidade de equilíbrio e harmonia nas relações como destaque para quem está comprometido e para solteiros.

Vênus, que é o planeta regente de Libra, está em Gêmeos, que é o signo da conversa, e ocupa a Casa 9, indicando que podem sugerir conversas de bom nível (quem não gosta delas?). 

Paqueras também podem surgir desse tipo de situação, como aprender um idioma em uma plataforma online ou outras circunstâncias à distância. E, já que a aproximação física não é possível ainda, as vídeo-chamadas também servem para isso. É importante saber manter o bate-bola na comunicação, algo que Gêmeos valoriza muito.  

Antes de seguir com as previsões, saiba que toda Lua Nova gera um Mapa Astral, que é feito para a capital do país. As tendências duram até a próxima Lua Nova (no caso, em 21/06) e valem para quem é daquela nacionalidade (mesmo que more em outro país). 

Como em qualquer estudo astrológico, se fala em um leque de possibilidades, e, eventualmente, algo se manifesta mais diretamente para você e outro potencial para outra pessoa. 

O Amor na Lua Nova em Gêmeos

Pessoas do passado podem retornar durante a Lua Nova em Gêmeos. Isso porque Vênus está retrógrado também em Gêmeos. Então, é tempo do famoso “oi, sumido”. 

Mas, atenção, Vênus faz uma quadratura exata com Netuno, então, um dos pontos a se cuidar é com possibilidade de fantasias, sejam referentes a uma relação que já passou ou nova(s) que esteja(m) apontando. 

Até por muitas paqueras começarem no ambiente virtual nesse momento de Lua Nova em Gêmeos nem sempre permite de fato conhecer a outra pessoa, o que leva um tempo para acontecer e requer uma rotina mínima.

Outro fator interessante é que Urano está na Casa 7, assim, pessoas que não queiram retomar antigos amores, apesar de terem sido procuradas, poderão declinar da proposta e seguir em frente rumo ao novo.

Bem usado, Urano na Casa 7 permite novos contatos e relacionamentos, e até mesmo parcerias, e muitos estímulos vindos de outras pessoas. Porém, parcerias também precisam ser bem avaliadas, em função da quadratura Vênus/Netuno, talvez se promovendo um período de experiência antes de fechar acordos de vez.

Dinheiro na Lua Nova em Gêmeos: não deixe que seja vendaval

Vênus e Mercúrio exatamente conjuntos em Gêmeos vão fomentar muito a curiosidade, seja por adquirir um aparelho novo, ingressar em um curso online, por exemplo. E pode ser ótimo, mas, com Netuno envolvido, há potencial de desperdício, do tipo começar vários cursos e não terminar ou conseguir absorver. 

No que se refere a dinheiro, compras e investimentos na Lua Nova em Gêmeos, em qualquer coisa, fique atento a possíveis desperdícios e fantasias. Esta combinação é típica de gasto de dinheiro sem que percebamos.

Lembra uma música antiga que dizia: “dinheiro na mão é vendaval, é  vendaval, na vida de um sonhador.” Use seus sonhos para te estimular, mas, possivelmente, também vai precisar de tempo de maturação para você verificar o que é viável e o que não é.

Outro fator é que Netuno está na Casa 6, dos empregos, sendo que a quadratura com Vênus sugere algo difícil de não ser ocorrer enquanto a economia parou por conta da pandemia: potencial de perda salarial por motivo de redução de valor ou por demissão.  

Os intensos Sol e Lua de Casa 8

Há vários posicionamentos mais amenos na Lua Nova em Gêmeos, todavia, Sol e Lua de Casa 8 não são, em especial no contexto em que vivemos. Esta é a casa ligada a crises, mortes, transformações e atitudes que se fazem necessárias para resolver problemas sérios. 

Assim, possivelmente ainda vamos ter muitas mortes. E mais chances de cidades decretarem lockdown – a famosa restrição de circulação de pessoas. O mês pode ser de muita crise, seja no contexto da pandemia, financeiro ou político.  

No plano individual, também há potencial de crise (seja por motivo financeiro, emocional, afetivo etc), que não precisa ser durante os 30 dias da lunação, mas que pode aparecer, de forma aguda, em algum momento.

Se isso acontecer, lembre-se que há maior intensidade, e que isto também passa. Esta casa também pode fazer ver – seja no plano individual ou coletivo – o que precisa ser transformado, finalizado e até o que parecia estar resolvido (como um sentimento negativo ou de prisão ao passado) e não estava.

A Casa 8 também está ligada à sexualidade, sublinhando, novamente, a esfera afetiva e sexual, que se realça a partir de agora mais do que na lunação anterior. A própria falta de se relacionar (para solteiros) pode ser um dos possíveis motivos de crise do mês. Ou de frustração nos relacionamentos de pessoas comprometidas.

Sol/Marte: menos paciência

Há um difícil aspecto do Sol com Marte, que pode indicar algo que também já vem ocorrendo no isolamento social, que é o aumento de violência doméstica. Esta irritação mais latente vai pedir mais estratégica para quem se encontra em relacionamentos abusivos ou vive em lugares perigosos, já que as pessoas tendem a estar mais agressivas. 

Mais gente vai brigar, ser reativa, autoritária e pouco razoável, e não vai ser nenhuma surpresa se isso aparecer também no contexto coletivo, com muito mais discussões e divergências, mesmo que haja um Ascendente em Libra, regido por Vênus em Gêmeos, tente zelar pelo equilíbrio e diálogo.  

Então, considere a possibilidade de momentos de ânimos esquentados até 21/06, ou ainda, de outra coisa de Marte, como sensação de urgência e correria.

Rotina alternando sonho e correria

Na Casa da rotina, dois planetas muito diferentes a ocupam, de maneira que podemos experimentar alternância entre eles.

Um deles é Marte. No melhor, Marte na Casa 6 convida a sermos mais ativos, proativos, seja no trabalho ou para fazer exercício físico em casa. Como está em Peixes, nem que seja de uma forma mais lúdica, dançando ou ouvindo música. Também traz pique e agilidade para resolver questões práticas.

Porém, no pior, pode haver momentos no mês de muita correria, demandas de urgência e até irritabilidade. O trabalho pode exigir bom pique e vitalidade, e você nem sempre vai sentir que vai estar com todo este gás. 

É contraditório porque normalmente Marte em Peixes precisa de mais descanso, mas, na quadratura com os inquietos Sol/Lua em Gêmeos pode não ter sossego.

O segundo planeta na Casa 6 é Netuno, que, no seu melhor, traz um pouco de sonho e distração para o dia a dia. Sabe maratonar série, quando dá tempo para fazer isto? Ou ver coisas bonitas e inspiradoras, como shows que estejam liberados gratuitamente por causa da pandemia.

Do lado negativo, porém, eventualmente traz desorganização, letargia e dificuldade, para algumas pessoas, para descerem para o mundo real” e cumprirem tarefas.

A alternância dos dois pode trazer dilemas do tipo “eu adoraria não fazer nada, mas não posso”. Se você estiver “ligado na tomada” durante a semana toda com Marte, arranje intervalos para descansar, ouvir música, jogar jogos, enfim, se distrair com Netuno.

Um excelente aspecto é um sextil entre Marte e Urano, que indica parcerias independentes e originais de trabalho que podem ser muito interessantes e frutíferas neste mês, e que vão trazer muitas coisas novas.

Saúde no Brasil na Lua Nova em Gêmeos

A Casa 6 é uma casa de saúde e este artigo já alertou para um mês ainda muito difícil no que tange à pandemia no Brasil. A contaminação ainda vai estar elevada, levando a muitos quadros emergenciais e mortes. O país ainda vai sofrer com precariedade de equipamentos, superfaturamento dos mesmos e atrasos, gerando muita irritabilidade e estresse para os já muito exigidos profissionais de saúde.

Portanto, a lunação ainda vai pedir muito cuidado. Se quiser expandir, faça isto mentalmente, com ideias, mas evite circular, pois ainda há muitos riscos.

O sextil entre Marte e Urano, contudo, traz possibilidade de cooperação entre profissionais e nas áreas de pesquisas, com estudos avançados que em breve podem ajudar nas circunstâncias difíceis pelas quais o mundo passa.

Abalos no país durante a Lua Nova em Gêmeos

A Casa 4 rege lar, família, bases e a pátria, e Plutão e Júpiter estão nesta Casa, com Saturno já caminhando para a Casa 5 no Mapa Astral da Lua Nova em Gêmeos

Ter esses planetas nesta Casa não é fácil. Pode indicar a necessidade de resiliência para muitas famílias, não perder a fé em um contexto de crise. Significa, ainda, muitos abalos para o Brasil nesta lunação.

Eventualmente, é uma combinação que, no plano individual, exige bastante do emocional, somando-se ao potencial de crises que já foi mencionado. Todavia, do lado positivo, Saturno entrando na Casa 5  incentiva a tentar criar algo novo para fazer frente a esta situação de isolamento e de restrição financeira para muitos. 

Muitas pessoas, querendo ou não, estão se repensando profissionalmente a partir da pandemia. Como Urano está na Casa 7, muitas ideias inovadoras poderão partir do outro.

Gêmeos: aprender e ser flexível é preciso

Flexibilidade e jogo de cintura são características de Gêmeos

Finalmente, vale um comentário sobre a Lua Nova acontecer no signo de Gêmeos. Gêmeos é, por excelência, o signo dos ângulos, de um novo olhar, novos entendimentos, flexibilidade, busca por conhecimento e procurar entender algo. E este também é um dos temas importantes destes trinta dias.   

Esta é uma lunação que pode revelar ilusões, cutucar em feridas, pedir mudanças e transformações, e que o melhor aproveitamento vai ser tentar entender, aprender, flexibilizar. 

Gêmeos não é um signo de resistência e teimosia, e, sim, que analisa como precisa mudar se algo não estiver dando certo, que novo aprendizado deve ser buscado. 

Neste sentido, as pesquisas, algo fundamental para o contexto que vivemos, vão estar a todo vapor. Todavia, os resultados ainda não vão ser conclusivos ou estar disponíveis.

É também um signo de diálogo, de tentar ouvir o outro, seja o parceiro, terapeuta, pai, mãe, enfim, o outro. Pede, assim, para se desprender-se de paradigmas cristalizados, pontos de vista arraigados, e fazer o exercício simples, mas que muita gente negligencia, de ouvir, buscar compreender e aprender. 

É um signo profundamente ligado a aprendizado. E, na convergência com a Casa 8, fala em tirar estes aprendizados de situações críticas, evitando bater em teclas que não estejam mais funcionando e buscando novos caminhos.

RSS Feed

Assine o RSS FEED e não perca nenhuma novidade do nosso site!
Você também pode receber as atualizações da semana assinando por email!

Deixe o seu comentário:

Vanessa Tuleski

Vanessa Tuleski iniciou seus estudos de astrologia em 1989, passando a atuar como astróloga profissional 7 anos depois. Dá consultas astrológicas no Rio de Janeiro ou através do Skype para outras cidades. Agende a sua consulta!

É palestrante do evento anual de previsões astrológicas Presságios (RJ), colabora com os sites Personare e Constelar. Membro do SINARJ, palestrou eventos para astrólogos promovido por este sindicato de 2012 a 2017, e, novamente, em 2019, com duas palestras.

Atenção: este site NÃO é destinado a consultas gratuitas. Para tirar dúvidas sobre o seu mapa, é necessário agendar uma consulta paga. Respeite o astrólogo como um profissional que estudou para realizar o seu trabalho e que precisa ser remunerado, assim como um médico, advogado e qualquer outra profissão. O profissional agradece.

Mais sobre Vanessa Tuleski »

2020 - Vanessa Tuleski - (CC) Todos os Direitos Reservados - Desenvolvido por Magno Valdetaro
O conteúdo deste site de autoria de Vanessa Tuleski está sob a licença de Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil. Nenhum conteúdo deste site pode ser copiado e reproduzido em outro site sem autorização do autor! Mais detalhes aqui!

Creative Commons License