O mito da Lua

Por

Escrito por Josylene Sousa

A Lua é a mulher do Sol, sua filha ou sua irmã, conforme os mitos. É a Grande Mãe que nutre e dá forma à semente. A semente divina, plantada pelo pai Sol é o homem, Horus, Krishna ou Cristo.

No Egito a Lua é Ísis, a Mãe da Terra. Ísis é esposa e irmã de Osíris. Sua figura mágica despertava os mortos e transformava o metal em ouro. Protegia as crianças, o parto, a agricultura. Era mãe conselheira e guardiã dos deuses.

Em Roma, o Vaticano foi erguido num local onde antes se venerava a deusa-mãe, que, no cristianismo é a Santa Madre Igreja. É Maria, a mãe de Cristo.

Entre os gregos era Selene. Foi amante de Pã, que a presenteou com um rebanho de bois brancos. Dizem que teve 50 filhas com o pastor Endimião. É representada por uma jovem percorrendo o céu num carro prateado puxado por 2 cavalos. Era uma deusa secundária que foi substituída por Diana, como Helios foi substituído por Apolo. Diana protegia o nascimento, mas era virgem.

Aparece também como Hécate, que concedia prosperidade material e depois passou a presidir os encantamentos e a magia, tornando-se terrível feiticeira. Era, ainda, Proserpina, que reinava no mundo dos mortos com Plutão/Hades.

A Lua é a alma que inspira e sustenta o Sol. No Mapa Astral são os seus desejos, a figura materna, onde você é oscilante e tem mais sensibilidade.

 

Deixe um comenário