Previsões geral para o segundo semestre de 2020 e para os 12 Ascendentes: necessidade de resiliência

Por

Um semestre intenso, mas também com saídas

Se 2020 foi o ano de uma pandemia em um mundo globalizado, e, se você achou que o primeiro semestre foi difícil, aguarde pelo segundo, que vai exigir inteligência emocional, energia e trabalho. Porém, há facetas positivas, pois sempre existem, e vão ser abordadas no final do texto.

Além disso, o artigo fornece um bônus de, pelo seu Ascendente, você poder localizar uma das áreas mais ativas na sua vida no segundo semestre, com começos, mas também com desafios.

Um segundo semestre que pede resiliência

Sabíamos que 2020 seria um ano marcante, pois é palco de vários ciclos astrológicos macros, mas o segundo semestre vai exigir especial resiliência, pois Marte vai passar boa parte do tempo pulando de um desafio a outro, com pouco descanso.

Um dos atributos mais importantes vai ser, portanto, a inteligência emocional, fundamental para não ter descontroles excessivos, não entrar em desespero ou não saber atuar de forma estratégica e racional frente a problemas.

No âmbito coletivo, os difíceis aspectos de Marte prometem um segundo semestre intenso, com fenômenos da natureza que podem causar destruição, incêndios, atos de rebeldia e repressão, desabamentos e muitos conflitos, internos e internacionais.

Com a conjunção Saturno/Plutão (2019/2020), que foi particularmente difícil para idosos, e no plano geral também, o segundo semestre ainda prenuncia muitas dificuldades e perdas, pois isto já está escrito nos ciclos macros de 2020, seja pelo COVID-19 ou por outras causas.

Mas, com a conjunção Júpiter/Plutão, novas áreas estão sendo fertilizadas e estão em franco crescimento, enquanto outras padeceram/padecem e vai haver uma luta pela recuperação delas.

Apesar de tudo, Marte no combativo signo de Áries, sigo de seu domicílio, durante 6 meses vai indicar energia os projetos e seguir em frente sempre que for possível. Ele também é a faísca para tentar reagir depois de uma grande paralisação (uma das possibilidades da super ativação de Capricórnio neste ano) em razão de uma grave pandemia mundial.

Um segundo semestre inteiro com Marte em Áries

Uma das principais características do segundo semestre de 2020 é a passagem de Marte pelo signo de Áries. Normalmente, este planeta fica cerca de um mês e meio ou um pouco mais do que isto em um signo. Assim, Marte passar 6 meses em um signo é algo excepcional, que só vai ocorrer porque vai retrogradar. Desta forma, vamos ter que conviver com a energia deste posicionamento, por isto é bom que a conheçamos bem o seu lado positivo e negativo.

O que Marte em Áries tem de bom:

– coragem e ousadia;

– energia;

– força para tomar decisões;

– iniciativas e pioneirismo;

– liderança;

– espírito de luta.

Mas a polaridade negativa pode ser:

– irritabilidade e impaciência;

– explosividade, agressão, provocação e impulsividade;

– autoritarismo;

– inclinação para acidentes, incêndios e ferimentos;

– transformar tudo em luta, disputa e competição.

Portanto, nota-se que é um posicionamento tão forte e potente quanto, no uso negativo, agressivo e até perigoso.

 Marte em Áries no seu Mapa Astral no segundo semestre

Como Marte vai ficar 6 meses em Áries, vai ativar diretamente a Casa de Áries no seu Mapa Astral, seja por estar, literalmente, passando nela (ou pode estar passando, ainda, na Casa anterior) ou então por regê-la. Aqui vai a descrição do trânsito de Marte para os 12 Ascendentes com base no posicionamento de Áries no Mapa Astral.

Ascendente em Áries: muita coisa vai depender de você, da sua iniciativa e energia. Todavia, fique atento para o lado sombra de Áries que é se tornar muito irritadiço(a) e impulsivo(a). Cuide para não se machucar e se expor a riscos desnecessários. Pode ajudar muito a prática de exercícios. Mesmo com desgastes, este pode ser um tempo de começos e renovação de energias.

Ascendente em Touro: sua agitação vai ser interna, com as suas coisas. Ler os seus livros, ficar consigo mesmo, resolver  seus assuntos. Em alguns momentos, você vai ficar, porém, bastante agitado. É provável que use o segundo semestre para gestar alguns projetos importantes para 2021 e que também haja tarefas que peçam isolamento, como escrever uma dissertação. E muitas vezes isto não vai ser fácil. Outra possibilidade, ainda, é que, em algum momento do segundo semestre, tenha de ficar “de molho”, em casa ou internado.

Ascendente em Gêmeos: vão ser os grupos que vão puxar a sua ação e energia. Amigos podem promover iniciativas interessantes para você. Mas também é possível que haja desgastes com grupos ou em grupos, ou, ainda, com o coletivo ou com amigos. Você também vai estar muito focado no seu futuro, seja com avanços ou com obstáculos nesta questão.

Ascendente em Câncer: muita ação na sua carreira, em se projetar para fora e marcar sua imagem. Então, vai haver muito trabalho, mas cuidado, também, para não brigar com o(a) chefe. Em alguns momentos, estas responsabilidades poderão lhe pesar um pouco. Também é possível que se preocupe com um de seus pais, que poderá estar mais impulsivo ou com alguma dificuldade, mas ele(ela) também pode começar coisas novas.

Ascendente em Leão: no positivo, você vai estar em plena busca por expansão, podendo fazer ou ministrar cursos ou iniciativas de natureza expansiva. Mas é possível, também, que tenha de lidar com questões legais e que, em alguns de seus avanços, tenha problemas a resolver ou impedimentos. Viagens também podem surgir ou, pelo contrário, serem impedidas.

Ascendente em Virgem: no positivo, você pode ficar focado em transformações, com disposição em enfrentar o seu lado “sombra” a fim de se melhorar e com mais coragem de fazer o necessário para colocar um ponto final no que não te serve mais. Mas talvez tenha de se esforçar, também, com providências práticas, e sempre agradáveis, ligadas a finalizações, como, por exemplo, a divisão de bens depois de um divórcio. Algumas transformações, crises e/ou perdas também podem lhe ser custosas.

Ascendente em Libra: dinamismo nos seus relacionamentos e/ou para o seu parceiro, que pode estar iniciando novos projetos, mas também lidando com alguns problemas neles. Mas o lado obscuro de Marte neste setor podem ser as brigas, falta de tempo para namorar e/ou um certo egoísmo. Solteiros podem ter uma vida animada, com o surgimento de pessoas novas ou de muita ativação do seu setor social, mas também podem surgir conflitos.

Ascendente em Escorpião: não espere “vida mansa” no trabalho e no cotidiano, pois é um setor que vai ter muito o que fazer. Para os autônomos, é claro, isto é uma ótima notícia, pois vem trabalho pela frente. Todavia, pode haver situações no trabalho que possam ser mais desgastantes e estressantes, e, com isto, pressioná-lo na saúde. Um santo remédio pode ser a atividade física. Potencial de brigas por causa de assuntos rotineiros.

Ascendente em Sagitário: vai haver um grande impulso para os seus romances, esportes, lazer e criatividade. Mas também pode haver embates e desafios ali, como, por exemplo, um romance que acaba com uma energia de disputa ou que não engrena para algo mais sério. Ou, ainda, desafios nos romances e/ou lazer se ainda houver pandemia. Filhos podem ficar animados com atividades e ou esportes e/ou então agitados ou nervosos, sendo necessário atuar para ajudá-los ou acalmá-los.

Ascendente em Capricórnio: a ação vai se concentrar no seu lar, que vai estar longe de estar calmo. Cuide para não brigar com familiares e pessoas próximas, sendo que algumas delas poderão estar irritadiças em alguns momentos. Alguns podem se lançar em tarefas como reformar ou mudar de casa. Mas também pode haver desafios envolvendo estes assuntos, como, por exemplo, uma obra particularmente cansativa. Ou um familiar que se acidenta e/ou precisa passar por uma cirurgia.

Ascendente em Aquário: sua mente vai estar muito ativa, você pode se tornar um propagador de ideias, mas pode ficar particularmente irritável também, com propensão a discussões. Veja se não vai gastar tempo demais com polêmicas que podem não levar a lugar nenhum. Pode haver, ainda, questões e/ou problemas envolvendo irmãos ou vizinhos. O plano mental também vai ser muito exigido. Necessidade de se mexer e ter deslocamentos, mas potencial de empecilhos quanto a isto também.

Ascendente em Peixes: o seu segundo semestre vai estar bastante centrado em questões concretas e materiais. É hora de ganhar dinheiro e resolver assuntos práticos. Mas também pode haver atrasos e frustrações nesta área. O ganhar dinheiro pode requerer bastante esforço, bem como manter o seu sentido de autovalor em alta. Podem aparecer mais despesas e gastos.

Campo minado com Marte no segundo semestre, pedindo inteligência emocional e cuidado

Veja, a seguir, com muita atenção, os principais desafios de Marte no segundo semestre, que praticamente vai estar envolvido em tensões o semestre inteiro a partir de agosto.

Mercúrio em quadratura com Marte: chance de bate bocas, irritação mental ou cotidiano corrido podem acontecer de 07 a 12/07 e depois de 23 a 30/07.

Marte em quadratura com Júpiter: de 29/07 a 10/08, Marte quadra Júpiter, requerendo vigilância para não dar passos maiores do que a perna, entrar em sobrecarga, ter atos imprudentes e ingressar em debates ideológicos que na verdade se tornam brigas (sem futuro) por pontos de vista. Por causa da retrogradação de Marte, a mesma quadratura volta a se repetir de 11 a 26/10. Possibilidade de tensões internacionais, com chance de desrespeito a acordos, leis e fronteiras, em que algum país se comporta de forma arbitrária.

Marte em quadratura com Plutão: alerta vermelho ligado de 05 a 23/08, de 29/09 a 18/10 e de 14 a 31/12. É uma combinação com potencial de riscos, aumento de violência e de destruição e de tragédias na natureza e no coletivo. Pessoalmente, tende a haver muito gasto de energia, o que em algum momento pode levar a um desgaste. Ações lesivas podem acontecer aqui, como invasões de hackers, assaltos, estupros, estruturas que desabam e situações críticas no âmbito coletivo. Por isto, tome muito cuidado. Período bastante difícil para pessoas que estejam muito doentes, o desgaste pode ser intenso. Necessidade de transformar o que não vai bem, mas prudência com atitudes muito radicais, que possam prejudicá-lo, a menos que seja algo calculado e estrategista. Grande gasto de energia com recuperação, limpeza e transformação.

Marte em quadratura com Saturno: outro aspecto nada ameno, que acontece de 15/08 a 09/10, portanto, um tempo bem longo. Pode haver muito trabalho e responsabilidades em alguns momentos ou lidar com travas, empecilhos e burocracia. Por causa da tensão, impaciência e estresse, por exemplo, é comum ter contratura muscular, travamento de coluna e se ver obrigado a ficar em casa, de molho, e ver o trabalho se acumular na mesa. Assim, não tente correr se não der, pois pode ser pior. Além disso, a energia no ar, com este aspecto, é belicosa. Muita gente tende a estar provocativa, por isto não caia facilmente em provocações que, na verdade, só nutrem quem não está bem. Podem surgir, ainda, situações que venham a irritar (como, por exemplo, problemas com lojas) e vontade de bater de frente, mas nem sempre pode ser a melhor pedida brigar com um atendente sem poder de solução, por exemplo. Muitas vezes, um registro em um site de reclamações surte mais efeito. Pense nisso quando surgirem este tipo de situação aqui. Atue com mais frieza. Chance de momentos de cansaço. No coletivo, tendência a ação truculenta de governos e forças policiais, rebeldes versus autoridades, muitas disputas.

Em meio a isto, de 30/08 a 07/09, Vênus, Saturno e Marte formam uma configuração difícil, de muita rigidez e irritabilidade no âmbito coletivo, e com mais rupturas e atos de rebeldia entre 12 a 18/09, com Vênus em quadratura com Urano. Estes aspectos podem agitar a vida pessoal também.

O mês de novembro também vai ter difíceis aspectos de Vênus, podendo ensejar separações de casais e/ou parcerias que há muito não vinham bem. Brigas por questões de justiça podem aparecer no coletivo, com vários acontecimentos.

Dois meses de retrogradação de Marte

De 09/09 a 13/11, o guerreiro vermelho vai estar retrógrado, o que ocorre uma vez a cada dois anos (a última foi de 27/06 a 28/08/2018). Em geral, esta é uma fase melhor para planejar do que para lançar.

Mas, por exemplo, se for obrigado a fazer uma obra, por conta de algo que precisa de reparo urgente, assegure-se de contratar um profissional experiente e de confiança (que tem condições de corrigir e resolver problemas), para não ter dor de cabeça depois com algo que pode ficar ruim, sair caro e precisar ser refeito.

Ações que podem ser mais lentas e empacadas. Ou haver mais insegurança.

Aumento de irritabilidade, que pode não ser já no começo, mas depois de algumas semanas. Brigas aqui podem ser muito agressivas, por isto evite situações com potencial de desentendimento, como uma viagem grande em família, se já houver chance de conflitos, por exemplo. Não seja, ainda, invasivo e impositivo no território do outro. No coletivo, podem acontecer tensos conflitos internacionais, também, como, aliás, em todo o segundo semestre.

Finalmente, o que vai ter de bom?

No meio de aspectos difíceis de Marte, na maioria das vezes, vai haver aspectos fáceis, de menor duração, que vão ajudar a trazer ajudas e saídas. Por exemplo, um Sol conjunto a Vênus traz charme e ajuda na vida afetiva. Mercúrio em bom aspecto com Júpiter fomenta o interesse em aprender e amplia o plano mental. Um bom aspecto entre Sol e Urano liberta e traz inventividade.

Um outro ponto importante é que de julho a outubro Júpiter vai fazer sextil para Netuno. Este por si só é um importante aspecto de ajuda. Pode trazer soluções, como uma vacina para o COVID-19, talvez comercializada próximo da terceira e última conjunção de Júpiter com Plutão, em 12/11 (a primeira, em abril, foi quando o vírus se expandiu). Fomenta solidariedade, criatividade e traz saídas e melhoras para coisas que pareciam não ter solução. A fé e a união podem fazer a diferença.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *