A Terapia floral

Por

Origem

Edward Bach, médico nascido na Inglaterra em 1866, foi uma pessoa profundamente voltada para o bem estar do seu próximo. Não queria exercer uma medicina paliativa, que só tratasse dos desdobramentos das doenças. Antes, buscava atingir as causas, e não tardou a perceber que elas estavam nos estados mentais e emocionais dos seus pacientes. Depois de ter realizado um bem sucedido trabalho como bacteriologista, começou a pesquisar as flores, já tendo feito contato com a Homeopatia, cujos fundamentos existiam cem anos antes do seu nascimento.

Foi com paixão que se lançou à pesquisa, deixando para trás renome e conforto para se embrenhar na natureza, que amava desde a infância. Bach era um arguto observador do temperamento humano, e o fato de ser médico o fazia notar como cada um reagia à doença, apresentando desde inquietação até gosto por estar doente e dependente de outras pessoas. Esteve a frente do seu tempo, posto que  só modernamente é que se consagrou a ligação entre os estados de espírito e as doenças, e, ainda assim, há quem até hoje creia que as doenças são meras manifestações físicas, que acontecem sem relação com o que pensa e sente.

O impacto das emoções na nossa vida

Quem quer que esteja minimamente familiarizado com a psicologia, a filosofia oriental ou com noções de espiritualidade sabe o quanto as emoções filtram a nossa percepção da realidade. Com muita freqüência, ela a distorcem para torná-la pior do que é de fato. Quantas coisas que tememos que jamais aconteceram? Quantas vezes não dramatizamos algo que não tinha tanta importância assim? Há ocasiões em que somos presas de culpas inúteis, ou, ainda, de nostalgias impossíveis. Por vezes, nos ressentimos amargamente, durante anos, por algo que nos aconteceu, impedindo a nós mesmos que a vida nos traga suas bênçãos. Igualmente não é raro que dois amantes comecem apaixonados  e, com o tempo, os aspectos sombrios de cada um assumam o comando, destruindo a possibilidade de harmonia que as afinidades poderiam proporcionar. É fácil, portanto, perceber como as emoções não tratadas podem ter um impacto bastante destrutivo em nossas vidas.

Para a astrologia, as emoções estão ligadas à Lua, que tem exaltação (grande afinidade) no signo de Touro, conhecido por sua estabilidade. O mundo emocional ideal deveria ser mais tranqüilo, e menos extremo. A vida deveria ser algo para nos dar prazer, algo relacionado com Touro. A Lua tem seu domicílio no signo de Câncer, da nutrição interior, representando que todos nós deveríamos ser capazes de nutrir a nós mesmos, mas na prática temos dificuldade em alcançar este estado ideal.

O funcionamento das essências florais

Os florais conseguem penetrar nas nossas emoções, corrigindo desequilíbrios – excessos ou faltas. Atuam nos chakras e no campo áurico. Induzem novas formas de vibrar e de sentir, que, finalmente, se traduzem em novos comportamentos. Vamos suavemente mudando. Sentimos alívio no que antes era uma causa de desconforto; não raro, o desconforto de toda uma vida. O uso prolongado dos florais (mais de quatro meses) nos abre para dimensões e modos de ser que antes nos eram inéditos.

Bach idealizou os florais como um sistema de cura acessível e universal (posto que é livre de sistemas de crenças e ideologias), e entendeu que toda cura tem de começar pelos  pensamentos distorcidos e emoções correspondentes. Segundo Bach, o floral preenche uma lacuna, colocando uma virtude nova onde antes havia uma deficiência. Os florais atuam por vibração, com base na física quântica. Os campos de energia vão sendo alterados através de ressonância. A estrutura e a forma específica da força vital de cada essência ressoam e amplificam qualidades particulares na alma humana. É como se as essências conseguissem colocar o melhor de cada um para fora. Citando Patrícia Kaminski, pesquisadora floral do sistema da California: “Ao invés de condensar a matéria física, os métodos de preparação usados para as essências florais expandem a substância física de tal forma que produzem qualidades vibracionais além do plano físico. Isto significa que as essências florais (e vibracionais) não agem no corpo físico como tal, mas, pelo contrário, nos campos energéticos que o circundam; mudanças nesses campos de energia podem, por sua vez, influenciar o bem-estar mental, emocional e/ou físico.”

O sistema de Bach tem 38 essências. Após Bach, outros pesquisadores se propuseram a estudar as plantas e suas essências, testando exaustivamente seus efeitos, como Patricia Kaminski e Richard Katz, criadores do sistema floral da California, com 139 essências, e Cynthia Kemp, com suas 93 essências do Deserto. Atualmente, estou trabalhando com os sistemas de Bach, California e Saint Germain.

Os florais têm muito mais alcance do que as pessoas possam imaginar. Os estudiosos evitam divulgar todas as suas possibilidades para não causar expectativas, já que cada tratamento é único. É preferível que cada um descubra os benefícios por si mesmo. Ainda assim, podemos citar alguns dos benefícios das essências florais:

Estudantes: o tratamento floral pode aumentar a capacidade de se concentrar e produzir. Pode ajudar a trabalhar o nervosismo em provas (que gera o famoso ‘branco’).

Idosos: existem essências para idosos que estejam muito perdidos no passado, pouco atentos ou emocionalmente distantes. Ou, ainda, com baixa vitalidade ou intoxicados pela grande quantidade de medicamentos que precisam tomar.

Crianças: há essências para redução da hiperatividade, de medos (ex: excessiva timidez) ou da agressividade. Crianças que passaram por traumas também poderiam se beneficiar muito de uma terapia floral para início de um processo de recuperação.

Adolescentes: existem essências para auxiliar na tendência típica a oscilações, dúvidas, dificuldade em fazer as pazes com o corpo, problemas de pele, insegurança, rebeldia, etc. Em alguns casos, os pais também precisam ser tratados, pois não raro há problemas nas duas pontas. Ex: filhos rebeldes e pais muito autoritários ou com dificuldade em colocar limites.

Animais: também podem se beneficiar das essências. Há florais para animais indóceis e mandões, ou para aqueles medrosos, que sofreram algum tipo de trauma ou choque. Ou, ainda, para os apáticos ou que se relacionam pouco.

Vida profissional: adultos podem fazer uso de essências para esgotamento, receio de não dar conta das responsabilidades, assédio moral, desestímulo, estar perdido profissionalmente, dificuldade em se promover e se valorizar, vício no trabalho, cansaço por trabalhar o dia todo em frente a uma tela de computador, etc.

Vida amorosa:  as essências podem ajudar a equilibrar o ciúme excessivo, a dependência, a dissociação exagerada entre sexo e amor, os estados obsessivos, auxiliar na aceitação do término de relacionamentos, fazer com que solteiros fiquem mais alegres e interessantes, contribuir para criar um melhor discernimento, o que vai propiciar que se atraiam relacionamentos mais saudáveis, etc.

Vida emocional: muitas essências para elaborar más experiências do passado, medos, padrões arraigados, depressão, irritabilidade, rigidez, etc.

Saúde: os florais podem ser úteis como fonte de apoio para deixar vícios, para ter uma vida mais equilibrada e um sono melhor, etc. Como melhoram o emocional, acabam atuando também na saúde física.

Os florais podem fazer mal?

De modo algum. Em primeiro lugar, por ser uma terapia suave e sem efeitos colaterais, os florais podem ser combinados com tratamentos homeopáticos e também com a administração de remédios alopáticos. Ninguém precisa interromper seu tratamento homeopático para tomar florais, muito embora alguns médicos homeopatas desaconselhem isto porque interfere em suas observações sobre os resultados da homeopatia. Mas uma diferença entre os remédios homeopáticos e os florais é que os primeiros fazem um trabalho muito profundo, de fundo, enquanto os florais rapidamente mostram resultados. Um não é melhor do que o outro, apenas atuam de forma diferente. Os tratamentos homeopáticos também estão associados ao funcionamento dos órgãos no corpo. Os florais trabalham mais o emocional e o psicológico.

Processo de limpeza dos florais

Algumas essências pioram quadros por um curto período de tempo (alguns dias) para então promover uma melhora ou cura. Mas a melhora ou cura é tão recompensadora que vale a pena enfrentar o período inicial de aparente piora. Por exemplo, a essência Impatiens, que, como o nome já diz, trabalha a  impaciência, com freqüência aumenta a irritabilidade para depois acalmar a pessoa. Na maioria das vezes, o período de piora é tão rápido que o cliente sequer se dá conta dele. Faz parte do processo de limpeza, também, sonhar mais. É muito comum após iniciar o uso dos florais ter uma atividade onírica mais intensa, com sonhos mais significativos e claros, que podem trazer insights para a pessoa ou revelar sutilmente o surgimento de um novo padrão interno.

A escolha das essências pelo terapeuta

A identificação de quais são os pontos a serem trabalhados é também uma arte, que requer sensibilidade por parte do terapeuta. Ele precisa perceber o que está faltando para o seu cliente naquele momento. Uma fórmula é, igualmente, uma combinação de essências, e o terapeuta floral também estuda o equilíbrio desta fórmula, o quanto ela pode proporcionar de transformação, mas também de suporte ao cliente.

O fator tempo

A terapia floral é extremamente efetiva, mas sutil, e também requer tempo. Há quem queira tomar florais durante um mês e ficar livre de traços que foram construídos ao longo de toda uma vida. É preciso se permitir tomar os florais por algum tempo, o qual será sugerido pelo terapeuta, a fim de permitir que uma transformação mais profunda aconteça.

Para encontrar um bom terapeuta floral

Se possível, pesquise sites e leia as matérias do terapeuta. Ele precisa transmitir seriedade, responsabilidade e desejo de ajudar.

21 comentários sobre “A Terapia floral”

Tenho conhecimento sobre florais e o teu texto acrecentou-me um pouco mais ! Parabéns !!!

Fico feliz em ter podido acrescentar um pouco mais! Sou fã incondicional dos florais, agradecendo sempre que o Dr. Bach tenha nos deixado este lindo legado!
Tudo de bom para você, Helena!
Abraços,
Vanessa.

Vai fazer dois anos em julho que tomo florais. Tive síndrome do pânico, fiz tratamento por 4 meses com antidepressivo e ansiolitico. Parei e resolvi usar os florais. Hoje me sinto muito bem. Claro que ainda não estou completamente curada, mas tenho certeza que ficarei.
Abraços, Enecí.

Os florais são mesmo maravilhosos, Enecí. Podem ser administrados junto com tratamentos alopáticos e até mesmo homeopáticos, pois não têm efeito colateral e não interferem nestes tratamentos. Na verdade, a função deles é devolver a virtude ausente, preencher um espaço. Eu torço pela sua cura total, Enecí. Obrigada por ter vindo aqui no meu site ter dado o seu depoimento!

Senti o feito dos florais logo após três dias. É incrível como eles deixam a cabeça mais limpa, você se sente sereno e capaz de ver as coisas com mais discernimento, sem cair em “redemoinhos” mentais e sem ficar “embotado” ou “sonâmbulo” como os remédios alopáticos fazem. Pra mim foi essencial para uma vida mais saudável.

Vim através de uma busca do google, pois apresentei uma piora significativa nos primeiros 2 dias e estava muito preocupada. Fiquei extremamente ansiosa, peguei um resfriado fortissimo, febre alta, uma sensação de bolo na garganta, dormi por horas direto (tive que faltar no trabalho 2 dias…rsrs)
Mas hj realmente estou me sentindo diferente… Mais tranquila, estou feliz!
(Estou fazendo o uso do RESCUE)

Tenho 23 anos e tomo florais desde os 18 anos, por causa do transtorno do Pânico. Atualmente estou curada, mas continuo tomando. Acho que vou tomar para sempre, não faz mal, só faz bem!

Com certeza, só faz bem, Natália! Também já prescrevi florais para o pânico e a pessoa realmente melhorou! Incrível que algo tão barato e sem efeitos colaterais possa ser tão efetivo, não é? Obrigada por ter deixado o seu comentário aqui!

Aline, é provável que você já estivesse muito nervosa. Depois voltou ao normal. Além do Rescue, que realmente ajuda a estabilizar o humor, pode ser interessante fazer uma terapia floral continuada para se trabalhar. Um beijo grande pra vc!

AMEI esse texto sobre florais… Estou me tratando com florais e me sinto muito bem. Uma nova pessoa, bem mais amável, paciente. É tudo de bom essa terapia. Eu tenho sonhado sonhos lindos e reveladores. Fico até impressionada com tanto bem estar estou sentindo.
Parabéns pelo texto maravilhoso.
bjssss

Grata pelo seu feedback, Ruth! Terapia floral é barata e muito efetiva. As flores são mesmo um presente! Que bom que você conseguiu perceber estes efeitos em você! Bjs.

Olá Vanessa! Adorei o seu artigo! Muito esclarecedor! Acredito muito no poder dos florais! Porém, estou com uma dúvida: você diz que a terapia com florais é uma terapia barata, porém tenho tomado florais que vem de São Paulo e são extremamente caros. Cada frasco por cerca de 30 a 50 reais. Por que será que tenho pagado tão caro? Grata!

Olá, Raquel!

A terapia floral é barata perto de outras terapias. Um frasco de 30 ml, dependendo da forma como se tome, pode durar um mês. Neste sentido, gastar de 30 a 50 reais por mês não seria muito. É preciso haver a escolha certa das essências e persistir por mais tempo quando se trata de traços que já vêm de muito tempo.

Abraços,

Vanessa.

Olá, Vanessa. Li atentamente seu artigo e os comentários de todos os leitores (e claro, as suas respostas). Tenho algum conhecimento de florais e sempre fui muito atenta aos processos de autoconhecimento, crescimento e superação. Tenho um livro magnífico sobre florais e, como já tinha feito uso deles quando fiz terapia, decidi lê-lo a fundo para “montar” uma composição para uma nova fase de vida. Escolhi 8 florais (na maioria do sistema californiano) e levei para manipular numa farmácia de minha confiança. Faz 2 semanas que estou tomando e meu estado de ânimo mudou para pior. Eu estava numa fase super positiva e escolhi os florais para uma abertura de consciência e com o intuito de colocar para fora minhas habilidades para a ajuda ao próximo. Pois, então, o que eu esperava não aconteceu. Sinto dores fortes na região do plexo solar (um dos florais é para o equilíbrio dos chakras, fazendo fluir a energia do coronário para os inferiores) e minha emoção está descompensada (muita fragilidade emocional, choros exagerados, reações impulsivas e desnecessárias a palavras e ações dos outros, pensamentos mais opacos e vontade de gritar, liberar emoções). Minha pergunta é: escolhi errado as essências ou estou passando por um processo de cura que inclui estas reações? Agradeço muito se puder me ajudar. Um grande abraço

Olá, Carolina!

É possível que se trate de um processo de limpeza. Os processos de limpeza podem ser intensos, mas de curta duração, uma ou duas semanas. No entanto, é bom lembrar que nosso humor está sujeito a correntes e que pode ter havido algo que tenha desencadeado isto também, já que manter as emoções em equilíbrio nem sempre é fácil. Procure observar se algo externo também não mexeu com as suas emoções.

Abraços.

Vanessa, qual o melhor Floral para combater transtorno de ansiedade e eventuais sensações de medo que se confundem um pouco com síndrome do pânico, sintomas estes que acredito serem gerados por pensamentos hipocondríacos devido o medo e preocupação em ter esses tipos de doença e não ser uma pessoa normal? O médico já foi consultado e foi administrado um ansiolítico (Apraz) que, segundo ele, é eficaz no controle dos sintomas dos transtornos de ansiedade e no controle dos estados tensionais não patológicos (devido a situações normais da vida). Pode associar o Floral de Bach a este tipo de medicação? Ela foi administrada pelo médico da seguinte forma: dividir o comprimido de 2 mg ao meio e tomar de 3/3 dias. Segundo ele essa adimistração da medicação é para evitar a dependência. Inclusive estou tomando desde o dia 25/09/2013, portanto já tomei três dozes de 1/2 comprimido, o que corresponde a 1 comprimido e meio em 7 dias.

Olá, Daiana

Florais são totalmente compatíveis com medicação alopática. Esclareço, no entanto, que este site NÃO É dedicado a prestar atendimentos e consultorias gratuitas. Por isto, gostaria de desfazer qualquer impressão que eventualmente haver neste sentido. Sou profissional e preciso ser remunerada por meu trabalho, assim como um médico, um advogado, um bancário, etc.

No entanto, caso deseje, eu prescrevo florais gratuitamente, se isto for associado a realização de uma consulta de astrologia ou uma sessão de Iluminare. Abaixo, passo os links para você se informar sobre os procedimentos e custos de ambos os trabalhos que podem ajudar na sua situação, ok?

Informações sobre a consulta de astrologia e seu custo:

https://vanessatuleski.com.br/consultas/consultas/ .

Informações sobre a consulta de Iluminare e seu custo:

https://vanessatuleski.com.br/iluminare/fazer-consulta-iluminare/

Atenciosamente,

Vanessa Tuleski.

Vanessa,
Um floral pode cortar o efeito do outro? Estou tomando 6 essências diferentes, mas o cherry plum poderia estar interferindo no efeito do white chestnut, por exemplo? Além disso, estou tendo oscilações… Semana passada estava me sentindo bem, mas de 3 dias pra cá me sinto sozinha e com vontade de chorar, parece que os pensamentos que me atordoavam estão voltando… Obrigada!

Um floral não pode cortar o efeito do outro. Eles são independentes. No máximo, um reforça o outro. O ideal seria avaliar estas oscilações com o seu terapeuta floral. Eventualmente, as oscilações não dizem respeito a certas essências reativas (as quais têm um período bem curto pra manifestar isto, no máximo poucos dias quando assim que são inseridas), mas a outras questões. O terapeuta pode sugirir um vidro com uma nova essência para ajudar auxiliar a lidar com o que possa estar emergindo.

Olá Vanessa! Sigo lendo muitas matérias suas sobre astrologia, explicadas de forma simples e muito completas. Pesquisando sobre florais, eis que vejo um link com seu nome (claro que cliquei!). Gostaria de saber se para fazer os florais astrologicos deve ser usado uma técnica especifica, tipo, Bach ou Sain Germain? Muitissimo obrigada pelas orientações

Obrigada pelos elogios, Viviane! 🙂 Bom, na verdade um floral astrológico levará em conta pressuposições sobre um signo. Ex: que arianos podem ser impacientes e/ou agitados, e por isto pode ser interessante utilizar Impatiens na fórmula. Que librianos podem ser indecisos, o que pode levar a colocar Cerato e/ou Scleranthus em uma fórmula e assim por diante. Neste sentido, não vai importar muito o sistema (Bach, Saint Germain, California, Australia, do Deserto, etc). Particularmente, acredito que embora um floral astrológico possa ser útil e ajudar, poderá faltar algo na fórmula que não seja apenas ligado ao signo solar. De qualquer forma, já poderá ajudar, como eu falei. Abraços.

Deixe um comenário