“Doces Magnólias”, signo de Câncer e o poder da amizade feminina

Por

Céu de junho tem Gêmeos em destaque, que é o signo do entretenimento. Que tal boas indicações de séries com um olhar astrológico?

Hoje indico “Doces Magnólias”, na Netflix. A série tem um forte viés do signo de Câncer. Primeiro, está focada em três mulheres, sendo Câncer o signo regido pela Lua, o planeta do feminino.

 

O segundo elemento canceriano é que se passa em uma pequena cidade do interior, Serenity. Câncer tem a ver com laços, e, em cidades pequenas, é mais fácil criá-los, ainda que venha o outro lado da moeda, que é todo mundo saber da vida de todos.

O terceiro elemento canceriano é a conexão entre estas três mulheres. Há poucos anos, surgiu o termo “sororidade”, que falaria em solidariedade e empatia entre mulheres, podendo vir, em muitos casos, em se tornar uma amizade. É a visão da mulher para outra mulher como uma amiga, e não como uma rival, como muitas vezes socialmente se constrói.

Estas três amigas podem contar umas com as outras, e fazem isto, em seus vários momentos de vulnerabilidade e crise. Apoio e força emocional é algo de Câncer. Isto começa com Maddie, após um doloroso e escandaloso divórcio, em que o marido médico sai de casa para ficar com a enfermeira grávida de um filho dele.

Helen, por sua vez, é uma bem sucedida advogada, mas que ainda não viveu a maternidade, algo profundamente canceriano e lunar, e que mexe muito com ela, como se fosse uma ferida oculta.

Já Dana Sue é a chef de cozinha (Câncer = comida), divorciada, mãe de uma adolescente e dona de um prestigiado restaurante de Serenity. Já nos primeiros capítulos ela lida com um chef de cozinha, seu funcionário, de comportamento machista e abusivo, e precisa colocá-lo no lugar. Dana também teve um divórcio amargo após ter descoberto uma infidelidade do marido, além de lidar com os questionamentos e rebeldia naturais de sua filha adolescente.
A maternidade, em sua falta (como para Helen) ou no exercício dela (como para Maddie e Dana com seus filhos), é também um tema canceriano.

Helen adquire uma linda e bem localizada casa (Câncer) em Serenity, e propõe às amigas fazerem um spa, sugerindo para Maddie o posto de gerente, o que assusta a amiga, há anos vivendo um papel de dona de casa e mãe, sem o exercício profissional externo.

Helen, por sua vez, na ânsia de tocar um negócio exigente sob sua responsabilidade, muitas vezes perde o contato com seu lado mais feminino, endurecendo-se e também cobrando excessivamente de si mesma.
Questões emocionais e ciclos de vida, como a transição destas mulheres para a metade final dos trinta anos e início dos quarenta, também são temas cancerianos.

Quando a primeira temporada chega ao fim, prometendo uma segunda com novos temas e interações, cancerianamente deixa expectativas e saudades.

Texto publicado no Instagram/Facebook em 03/06/2020.

1 comentário sobre ““Doces Magnólias”, signo de Câncer e o poder da amizade feminina”

Deixe um comenário