Previsões astrológicas para 2022

Por

2022: o ano em que ainda vai se lidar com a mesma instabilidade de 2021, mas em que não vão faltar ousadia e começos

Entender o Céu Coletivo de um determinado ano é um trunfo, pois ajuda a saber o que esperar e o que não esperar, quais vão ser as tendências, modas e como seguir o fluxo. Pode ser especialmente importante para autônomos, pessoas em cargos gerenciais, líderes, pois passam a contar com um panorama geral precioso. Além disso, você já pode conhecer, de antemão, os momentos em que “o mar não está para peixe”, mas também as fases de maior abertura.

Neste ano, teremos oito planetas retrógrados, dentre eles Vênus e Marte, que pedem mais cautela com relações e nas ações, e a quadratura entre Saturno e Urano ainda se faz presente, indicando muita tensão, polarização e radicalismo, assim como em 2021.

Por outro lado, 2022 se divide entre a magia e o encantamento de Júpiter em Peixes e a garra e iniciativa de Júpiter em Áries.

Neste artigo, você vai descobrir, em todos os detalhes:

1) o que 2022 vai ter de igualzinho a 2021;

2) no que 2022 vai ser diferente de 2021;

3) qual vai ser a melhor direção a ser tomada em 2022;

4) os momentos de abertura, mas também de maior turbulência ao longo do ano.

No que 2022 vai ser bem parecido com 2021: instabilidade, modernização e polarização

A quadratura Saturno/Urano, exata três vezes em 2021, não se desfaz ainda em 2022, ficando em grande proximidade nos meses de janeiro e de agosto a novembro, com um maior afastamento em abril, maio e junho. Veja alguns efeitos dela.

  • Incerteza e instabilidade.
  • Tensão e estresse, no coletivo e pessoal.
  • Impacto inflacionário.
  • Polarizações e radicalismo: A ou B, esquerda e direita, conservadorismo ou modernização.
  • Acontecimentos súbitos (como na retirada das tropas americanas no Afeganistão em 2021)
  • Estes últimos podendo acontecer na natureza, com acidentes geológicos, erupção de vulcões, tornados, terremotos, etc.
  • Reformas estruturais sendo feitas com rapidez.

Na vida pessoal, demarca muitas pessoas desejosas de fazer mudanças importantes de vida, mas é importante não ter a ilusão de que isto vai ser feito planejamento, persistência e esforço, atributos de Saturno. Virar a chavinha e mudar de imediato é algo que não existe com esta combinação.

Saturno transita por Aquário desde o final de dezembro de 2020 até os primeiros dias de março de 2023. Um dos fatores mais evidentes ligados a este trânsito, reforçados pela quadratura de Saturno com Urano, é a necessidade de modernização social e nas empresas. Aquário é, por excelência, o signo da informática, e empresas que estejam defasadas, seja em termos de mentalidade, gestão ou de sistemas, precisam correr atrás de uma conexão maior com o coletivo e de atualização.

De certa forma, pessoas também. As redes sociais, algo também aquariano, estão mais fortes do que nunca. Neste sentido, 2021 e 2022 são anos “geminados”, compartilhando o mesmo Saturno em Aquário em tensão com Urano em Touro.

Urano em Touro, conforme artigo antecipatório, publicado em 2018, trouxe um cenário econômico menos afeito a certezas e estabilidade, mais instável, porém, também mais criativo, com as pessoas tendo de procurar novas formas de ganhar dinheiro, o que vai imperar ainda até 2026.

O lado bom da quadratura Saturno/Urano, contudo, é que ela obriga a uma revisão estrutural a fim de você viver uma vida mais condizente com seus ideais. Mas isto pode produzir incertezas, quebras, mudanças e finalizações no meio do caminho, até se atingir isto.

Ativações da quadratura Saturno/Urano

Seguem dois momentos do ano em que a quadratura Saturno/Urano vai ser tocada por Marte, e, por isto, vai ficar mais evidente, além daqueles em que vai acontecer maior aproximação (janeiro, agosto a novembro).

-Meados de março até os dez primeiros dias de abril: Marte em Aquário, com seu impulso revolucionário, ativa a quadratura, colocando lenha na fogueira das polarizações, eventos súbitos, radicalismo e estresse.

– Marte em Touro em conjunção com Urano e quadratura com Saturno do final de julho até meados de agosto. Aqui pode haver grande instabilidade com finanças e moedas, regidas por Touro, bem como no segundo semestre, na conjunção de Urano com o Nodo Norte em Touro.

2021: o ano de ouro no combate aos preconceitos e para onde vai 2022

Júpiter esteve a maior parte de 2022 em Aquário, assim como Saturno, dando muita força para o que sai do padrão estabelecido, um tema aquariano. Foi um ano de grande proeminência e visibilidade para a comunidade LGTBQIA+ e para o combate de todo tipo de preconceito, como já previsto em artigos de previsão escritos por esta autora no Personare.

Sinais evidentes disso é que, pouco antes do ingresso em Júpiter em Aquário, no final de 2020, o povo americano elegeu um presidente com uma vice-presidente mulher, negra e filha de imigrantes, ou seja, uma total quebra dos padrões mais conservadores. Um segundo exemplo: para participar do BBB 2021, uma das edições de maiores sucesso do programa, o cantor Fiuk se preparou tendo aulas de feminismo e outros assuntos. Tudo isto é bem aquariano, o signo que coloca a boca no trombone e faz reforma social.

Ainda que Saturno em Aquário vá continuar trabalhando com estes temas em 2022, Júpiter tende a ter novos focos, dividindo-se entre Peixes e Áries. A seguir, veja como vai funcionar cada um deles.

Júpiter em Peixes: curtir a vida, misticismo, atos de solidariedade e força para as camadas mais pobres

Júpiter vai ficar em Peixes em dois momentos: até maio (29/12/2021 a 10/05/2022) e do final de outubro até o final do ano (28/10/2022 a 20/12/2022).

Se Júpiter em Aquário em 2021 alçou às alturas os influenciadores digitais, Júpiter em Peixes exalta os místicos, médiuns, videntes, artistas, músicos, atores, cantores, cineastas, dirigentes de projetos sociais, líderes religiosos. Na política, tendem a ganhar pontos os candidatos que visem desassistidos, moradores de rua e a camada mais pobre e excluída da sociedade.

Veja o que mais fica em alta com Júpiter em Peixes:

– Valores de solidariedade, compaixão, integração entre as pessoas, ajudar o próximo. Força para projetos sociais. Correntes solidárias, médico sem fronteiras.

– Conexão com a natureza, busca por inspiração. Terapias alternativas, misticismo e espiritualidade.

– Viagens, com destaque para as místicas, religiosas ou paradisíacas.

– Momentos sabáticos.

– Curtir a vida, ir para a praia.

– Festas, carnaval.

– Júpiter em Peixes suaviza o excesso de polarização e estresse de Saturno/Urano. Não acaba com isto, mas ajuda a amenizar. Traz o mote “para que se preocupar e brigar tanto?”

– Promove afetos e encontros, um pouco de “magia” na vida. Aumenta a sensibilidade e o ligar-se mais no emocional, e não só no racional (tendência de Aquário, por exemplo).

Mas como TUDO tem dois lados, Júpiter em Peixes pode dar força para o excesso de álcool, medicação sem critério e drogas. E pode causar alguns momentos de descontrole e caos social junto com a quadratura Saturno/Urano. Pode ter a ver com o aumento de volume de água em algumas ocasiões (chuvas, enchentes, trasbordamento de barragens, tsunamis).

Júpiter em Peixes, todavia, é excelente para o desenvolvimento de drogas e vacinas. Pode ser que a canabis, por exemplo, ganhe destaque por suas propriedades medicinais para determinadas doenças.

Júpiter em Áries: incentivo de começos, lideranças e iniciativas

Mas praticamente na metade do tempo de 2022, entre 10/05/2022 e 28/10/2022 (e, novamente, de 20/12/2022 a 16/05/2023), Júpiter vai transitar por Áries, trazendo tendências diversas das acimas expostas. Veja como este trânsito vai funcionar.

– Em termos sociais, exalta empreendedores, líderes, atletas, pioneiros, pessoas criativas, quem sai na frente, gente de iniciativa, que “não espera acontecer” e parte para a ação.

– Na política, destaca figuras que passem força, iniciativa e independência.

– Valores de coragem, ação e competitividade. É tempo de fazer, realizar, correr atrás. Fomenta crescimento, iniciativa, buscar e encontrar soluções. Ótimo momento para iniciativas pioneiras e começos.

–  Acelera mudanças, inovações, modernizações e ideias criativas, fazendo uma boa sinergia com Saturno em Aquário.

– Muitas coisas voltando a recomeçar e a acelerar. A vida voltando!

– Desejo de turbinar economia (através da livre competição), com possíveis incentivos para isto.

– Viagens esportivas e de aventura.

– Aumento de interesse por esportes e atividade física. Crescimento de academias e indústria do esporte.

– Atuar sozinho e/ou com bastante independência.

–  Negócios próprios.

Do lado negativo, Júpiter em Áries é muito mais beligerante que Júpiter em Peixes, colocando lenha na fogueira de polarizações e radicalismos de Saturno/Urano. Desejo de brigar, se provar e “estar com a razão”.  Individualismo e egoísmo em muitas esferas. Pode também aumentar o estresse, em alguns momentos, pois não induz ao descanso (ao contrário de Júpiter em Peixes), uma outra tendência da quadratura Saturno/Urano. Mas, por outro lado, tem o mote de “vamos nos virar e dar um jeito”.

Assim, não se espere de 2022 um ano morno e pacífico enquanto Júpiter estiver em Áries, de maio a outubro. Vai ser um ano quente, mas também com muitas coisas começando e sendo inauguradas. Novas frentes se abrindo – e oportunidades.

Nodo Lunar Norte: para onde todo mundo vai querer ir

Os Nodos Lunares são pontos onde a órbita da Lua cruza a eclíptica, que é o plano da órbita da Terra ao redor do Sol. O Nodo Lunar Norte é quando a Lua cruza esta eclíptica debaixo para cima, isto é, sobe, e o Sul, é quando desce.

Como a Lua é um astro muito importante para a Terra, o Nodo Lunar Norte tende a mostrar o que vai estar “in”, valorizado durante algum tempo e algo que inconscientemente estará chamando, já que a Lua tem a ver com o plano inconsciente e emocional, motivando fortemente as pessoas.

De 05/05/2020 a 18/01/2022, o Nodo Lunar Norte transita por Gêmeos e esta passagem foi bem visível em 2020 e 2021. Em 2020, ainda sem vacinas, as pessoas correram para cursos online e lives, algo muito geminiano, a fim de lidar com as restrições de circulação e contato, que este signo tanto aprecia. Surgiram cursos de tudo e muita gente se inscreveu em vários (e nem sempre absorveu o que aprendeu).

Um outro ponto é que Gêmeos rege as viagens curtas, que foram as mais procuradas durante a pandemia, já que as viagens mais longas e/ou internacionais, regidas por Sagitário, o sigo oposto a Gêmeos, tinham muito mais problemas e restrições

No amor, Gêmeos é mais afeito a paquera do que ao casamento, relutando em se prender, e foi assim que muita gente se sentiu em 2020/2021.

Em 2022, o desejo de construir algo na vida, seja afetiva ou materialmente, volta com tudo, com o Nodo Norte transitando Touro (18/01/2022 a 17/07/2023), signo que ama ter segurança e estabilidade. Ficar tão “livre, leve e solto” não vai mais parecer tão atraente. Encontrar alguém firme, ter algo, buscar uma direção mais sólida vai se tornar um novo ideal. Porém, o caminho vai ter que passar por persistência e trabalho. Mesmo que alguma oportunidade repentinamente se abra em 2022, ela só vai ser consolidada desta forma.

É bom lembrar, ainda, que buscar a tão almejada estabilidade nem sempre vai ser fácil com a quadratura Saturno/Urano, que, como foi dito, é instável e requer muito trabalho para se ter as tão desejadas mudanças. Na vida afetiva, o desejo de solidez vai suplantar o lado mais descompromissado e volátil de Gêmeos.

2022 em detalhes

Até aqui, você viu o panorama geral sobre 2022. Agora, mês a mês, você pode entender melhor os desafios e as oportunidades do ano e notará que o segundo semestre pode ser bem mais intenso que o primeiro.

Janeiro: Vênus vai estar retrógrado ao longo do primeiro mês do ano. Tende a ser uma fase mais delicada para relacionamentos, que passam por revisão e podem ter mais melindres, e para a área financeira. Se possível, não é a melhor época para investimentos maiores, como a compra de imóveis. Janeiro ainda tem Mercúrio retrógrado a partir de 14/01. Definitivamente, não é o melhor mês para compras, nem as menores. Júpiter em quadratura com os Nodos também induz a exageros e excessos de expectativas. Lembre-se disso.

Fevereiro: Júpiter vai estar em bom aspecto com Urano, com oportunidades de melhoras e sortes inesperadas. Plutão também vai estar bem o como Nodo Norte, estendendo-se também para março: relações mais intensas e próximas, recuperações físicas, afetivas ou emocionais. No coletivo, chance de recuperação econômica.

Março a junho: Netuno em sextil com o Nodo Norte, ajudas e coincidências positivas no meio caminho. Possibilidade de sentir alguns encontros – amizade ou amor – como mágicos.

Abril contraditório. Júpiter e Netuno em sextil com os Nodos Lunares: encontros auspiciosos afetivos e/ou de parcerias. Viagens especiais. Júpiter conjunto a Netuno: ambíguo. Aumenta descontrole drogas, festas, falta de política para moradores de rua, caos, desorganização. Mas ótimo para experiências místicas, espiritualidade, inspiração, viver algo especial, ajudar pessoas, criar uma boa onda. Saturno em quadratura com os Nodos, se estendendo até junho: surgimento de empecilhos, obrigações, problemas de saúde crônicos, sobrecarga e frustrações no meio do caminho.

Maio, novembro e dezembro: Júpiter em sextil com Plutão pode engendrar, para muitas pessoas, oportunidades que podem ser muito vantajosas e envolver uma transformação para melhor. Chance de algum tipo de força ou regeneração. Grandes fusões e negócios.

Julho a setembro, novembro e dezembro: Urano conjunto ao Nodo Norte pode simbolizar pessoas conseguindo moradia ou a compra de bens de forma inesperada. Sorte nestes assuntos. Novos caminhos materiais e/ou profissionais. Mas também são meses que podem trazer mudanças drásticas no coletivo em muitas coisas, sentidas como negativas na hora, mas depois vistas como inevitáveis e fazendo parte de uma ordem. Aumento de acidentes e acontecimentos súbitos (releia sobre a quadratura Saturno/Urano).

Julho a outubro: 4 planetas retrógrados (5 em agosto) impõem uma maior reflexão em muitas questões.

Novembro e dezembro. De 30/10/2022 a 12/01/2023, Marte fica retrógrado. Lançamentos mais difíceis, pode-se voltar atrás neles depois ou não irem adiante. Tudo precisa ser estudado mais, ações que custam mais esforço.  Porém, surgem situações urgentes que se tem de dar conta, como obras emergenciais (mas não é bom para obras eletivas, que vão ser muito mais trabalhosas). Energia coletiva mais bélica e menos cooperativa, por isto evite situações que possam gerar confusão com familiares. O pior momento da retrogradação será novembro, pois Marte, além de retrógrado, vai estar em tensão com Netuno, com menos clareza nas ações e mais atrapalho. Mês bem complicado para iniciativas, mas com alguma melhora neste contexto a partir de 20/11, com Marte em bom aspecto com Saturno.

2002 terá oito planetas retrógrados

Todo ano, Mercúrio, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e Plutão ficam retrógrados. Assim, a peculiaridade é quando Vênus e Marte se somam a eles.

Lembra dos anos 2010, 2012, 2014, 2018, 2020? Tiveram Vênus e Marte retrógrados, assim como 2022 vai ter. Vênus retrógrado é dado a muito problemas nas relações e revisões sobre relacionamentos, negócios e finanças e não é um bom período para casar e ter lua de mel. Já Marte retrógrado é uma energia mais difícil. Há mais probabilidade de grandes brigas, lentidão em algumas questões e dores de cabeça.

Depois de 2022 Vênus e Marte ficam retrógrados juntos em 2025, 2031, 2037 e 2039.

Previsões para a pandemia em 2022

Dois trânsitos são importantes para analisarmos as possibilidades e os desdobramentos da pandemia em 2022: Júpiter em Peixes e a quadratura entre Saturno e Urano. O primeiro é muito auspicioso para o desenvolvimento de medicamentos e vacinas de um modo geral e para o processo de cura. O segundo, porém, tende a instabilidades, imprevisibilidade e incertezas – e isto em diversos assuntos, da economia à saúde – com destaque para os momentos de maior proximidade da quadratura, ou seja, em janeiro e no segundo semestre. A quadratura Saturno/Urano mostra um ir e vir de mutações do vírus, e isto pode ficar amplificado durante a conjunção de Júpiter com Netuno, exata em abril, que tanto abre possibilidades de cura como aumenta a ação viral.

Mas o ano também é feito de bons aspectos astrológicos, que podem ser positivos para o desenrolar da pandemia.

Júpiter em sextil com Urano, exato em fevereiro, inclina a soluções inovadoras e grandes avanços da ciência. Nessa fase, podem emergir soluções inesperadas da ciência que podem melhorar ainda mais as questões relacionadas à pandemia. É também um aspecto que fomenta a liberdade.

Outro contato favorável é Júpiter em sextil Plutão, em maio, e, novamente em novembro e dezembro. É um contato profundo de cura, relacionado a tudo o que envolva recuperação, erradicação, transformação, e que fecha o ano.

Lembrar, ainda, que Júpiter transitando por Áries de maio a outubro, e, novamente, de dezembro/22 a maio/23, “empurra para a frente”, para começos, o que só pode acontecer se pandemia não regredir.

Mas tudo isto vai se passar em um pano de fundo de incertezas, como já foi dito, com a quadratura Saturno/Urano, que marcou 2021, e que começa a se desfazer a partir do início de 2023, terminando definitivamente em março daquele ano, com Saturno saindo de Aquário e ingressando em Peixes.

=> Siga a astróloga Vanessa Tuleski no Instagram

1 comentário sobre “Previsões astrológicas para 2022”

Deixe um comenário