Lua no Mapa Astral: o que nutre a sua alma?

Por

Astro tem ligação com alimentação, maternidade, lar feminino e vida emocional

A Lua talvez tenha sido o primeiro astro a despertar curiosidade no ser humano, pela sua proximidade com a Terra e por suas variações: ela vai aparecendo no céu, crescendo, ficando cheia e, a seguir, minguando até desaparecer. Por causa disso, é associada ao feminino, já que a mulher também têm ciclos, que alteram seu desejo e disposição, além de poder engravidar, ficando simbolicamente na fase cheia, enquanto a menopausa seria a fase minguante.

A Lua talvez tenha sido o primeiro astro a despertar curiosidade no ser humano, pela sua proximidade com a Terra e por suas variações: ela vai aparecendo no céu, crescendo, ficando cheia e, a seguir, minguando até desaparecer.

Além de reger a mulher, o feminino e a maternidade, a Lua no Mapa Astral governa mais outros quatro agrupamentos de assuntos:

  • Casa, família, lar, pátria, raízes, memória.
  • No corpo, rege o estômago, a região do peito, os seios e o útero.
  • A forma de reagir emocionalmente (se somos contidos ou explosivos, guardamos rancor ou esquecemos logo, etc.).
  • O que nutre a alma e um sentido geral de nutrição.

O elo com a nutrição é evidente, pois a maternidade passa pelo ato de alimentar o recém-nascido com o leite produzido no corpo. A criança se liga à mãe porque já esteve em seu útero e busca nela inicialmente seu alimento e segurança.

Temas lunares se interligam

Todos os assuntos regidos pela Lua no Mapa Astral acabam interligados. Por exemplo, a família influencia na alimentação. Pessoas provenientes de família com obesidade têm, notadamente, maior tendência à perpetuação deste padrão.

O emocional, por sua vez, também influi na alimentação, com ocorrências como depressão ou ansiedade, podendo se refletir no apetite. Associamos a Lua ao lugar onde nascemos também e aos alimentos que nos remetem a determinadas situações.

A Lua no Mapa Astral tem relação direta com a nutrição, influenciada por padrões familiares e também pela relação com a mãe.

Não é por acaso, assim, que distúrbios alimentares, como a anorexia e bulimia, envolvam dez mulheres para cada homem, pois o fator nutricional está muito ligado à esfera do feminino.

Muitas vezes, estes problemas são uma resposta dos(as) adolescentes às exigências irreais da mídia por magreza, mas também podem ter conexão com o relacionamento com a mãe.

Por exemplo, filhas muito pressionadas por suas mães a ficarem magras, ou com dificuldades de relacionamento com a figura materna, eventualmente podem ter algum problema alimentar.

A Lua no Mapa Astral fornece algumas pistas sobre nutrição. Por exemplo, o posicionamento da Lua em Sagitário ou em contato com o regente deste signo, Júpiter, por conjunção, quadratura ou oposição (entenda aqui o que são aspectos), pode dar inclinação ao apetite por doces e/ou gorduras e uma conexão entre alimentação e ansiedade.

Mas, por si só, esse aspecto não é conclusivo sobre se uma pessoa será gorda ou magra.

A apresentadora Angélica, por exemplo, que sempre foi magra, embora um pouco mais cheinha na adolescência, tem a conjunção da Lua com Júpiter.

Júpiter é o “mais”, que eventualmente pode significar mais gordura, mas também pode ser um enorme prato de salada, se a pessoa aprender a fazer a substituição.

Algumas pessoas com esta combinação, porém, recorrem aos famosos moderadores de apetite.

Já a Lua em Capricórnio ou em conjunção, quadratura ou oposição com Saturno, o regente deste signo, por sua vez, tende à magreza ou elegância. Mas, mais uma vez, isto não é regra, até porque cada Mapa Astral é único.

Pode acontecer de, em um mesmo Mapa Astral a Lua estar conjunta a Júpiter e Saturno, ou seja, os dois fatores opostos podem estar presentes. Neste caso, o signo em que os três planetas (Lua, Júpiter e Saturno) estiverem poderá fazer pender para um lado ou para outro.

Por exemplo, uma Lua em Sagitário conjunta a Júpiter e Saturno com certeza indica maior ansiedade ligada à alimentação, do que se estes três planetas estiverem em Capricórnio, que, como signo, é mais comedido do que Sagitário.

A apresentadora Ophra Winfrey, conhecida por ter tido problemas com a balança a vida inteira, tem a Lua em Sagitário. Mas o posicionamento não é o suficiente para ocasionar isto.

No caso de Ophra, a Lua em Sagitário está oposta a Júpiter, funcionando como um fator de reiteração. Jô Soares também possui a oposição Lua/Júpiter, embora no eixo Leão/Aquário.

O apresentador Fausto Silva, por sua vez, tem o Sol em Touro (signo conhecido pela busca por prazer) oposto a Lua.

Apesar de tudo, não é possível ver se uma pessoa será magra ou gorda pelo Mapa Astral, pois, como já se disse, fatores ambientais, sociais e até de livre-arbítrio atuam na questão.

Pode-se falar apenas em algumas tendências e em tentar descobrir como a pessoa está utilizando seu próprio Mapa.

O signo em que está a sua Lua no Mapa Astral tem papel importante de mostrar o que alimenta a sua alma.

Com base nisso, deveríamos prestar mais atenção à periodicidade com que buscamos as características e experiências ligadas ao signo da Lua, pois elas podem fazer diferença muito grande para o âmbito emocional.

Por exemplo, uma Lua em Gêmeos tem necessidade emocional por troca e comunicação. Quer saber quem tem este posicionamento? Nós, os brasileiros, pois no Mapa Astral do Brasil a Lua está em Gêmeos!

É por isto que somos um povo comunicativo. Começamos a conversar na fila de um órgão público.

A Lua do Brasil também está conjunta a Júpiter, que é o regente dos estrangeiros. Somos muito abertos a pessoas de outros lugares e países, até por sermos um país formado por imigrantes.

Falando em necessidades emocionais, o isolamento e a falta de diálogo tende a ser mais complicado para quem tem este posicionamento do que para uma pessoa que tenha a Lua em Virgem.

Esta, por sua vez, pode precisar de rotina, hábitos saudáveis, comer bem. Uma semana de má alimentação, falta de rotina e sono irregular pode mexer bastante emocionalmente com a pessoa que tem este posicionamento.

Mudanças ao longo da vida

É importante considerar, também, que cada signo tem uma ampla gama de manifestações. Por isso, o que alimenta sua alma pode mudar ao longo da vida, sem nunca deixar de pertencer ao escopo dos temas do signo lunar, que é bem amplo.

Tomemos um exemplo genérico de Lua em Peixes. Digamos que uma menina chamada Isabela tenha este posicionamento. Como esta é uma Lua que pode ser sonhadora, uma das possibilidades é que Isabela possa ter uma vinculação muito forte com o mundo das princesas e da fantasia na infância.

Quando for adolescente, a sua nutrição emocional talvez será buscada por meio de músicas, ídolos e bandas dos quais goste. Mais tarde, Isabela pode entrar na faculdade e, talvez por um tempo, incentivada pelos colegas, passe a ir muito para bares, muitas vezes bebendo em excesso.

Peixes é um signo que pode ter propensão para bebidas e substâncias que permitam com que se desvincule um pouco da realidade.

Por volta dos trinta e poucos anos, contudo, Isabela talvez descubra o mundo da espiritualidade e Meditação e passe a se vincular com ele, não cometendo mais os exageros constantes que fazia com bebidas, pois se verá em outra sintonia e buscando um outro tipo de alimento para a sua Lua.

Tudo isto são exemplos do que uma Lua em Peixes poderia se nutrir. Quem tem esta Lua possui uma natureza emocional permeável e empática e uma necessidade de se alimentar de coisas que suavizem a realidade e/ou deem sentido a ela.

Além disso, este é um signo gregário, levando quase sempre a pessoa a, de alguma forma, estar com outras, seja em um bar ou em um ashram, pois compartilhar, ajudar ou participar é algo pisciano.

No entanto, é igualmente um signo que de vez em quando pode precisar de um pouco de paz e isolamento, seja para curtir suas músicas, séries ou livros.

O que nutre a Lua de cada signo

  • Lua em Áries: nutrida pelo movimento, independência, desafios e coisas novas.
  • Lua em Touro: a nutrição vem dos afetos, da estabilidade e da segurança material.
  • Lua em Gêmeos: conversas, trocas e passeios são nutridores para esta inquieta Lua.
  • Lua em Câncer: nutre-se do seu lar, do seu aconchego e de vínculos importantes.
  • Lua em Leão: precisa de diversão e nutre-se do respeito e admiração de outras pessoas.
  • Lua em Virgem: nutre-se de boa rotina e alimentação, alicerçando-se no mundo prático.
  • Lua em Libra: é alimentada por suas relações, além de beleza e harmonia.
  • Lua em Escorpião: nutre-se de profundidade, inclusive nos vínculos, e de tudo o que é intenso.
  • Lua em Sagitário: são as aventuras que a nutrem, bem como poder sentir entusiasmo.
  • Lua em Capricórnio: nutrida a partir de carreira, estrutura e de vínculos estáveis.
  • Lua em Aquário: nutre-se do seu contato com amigos ou com o coletivo, e também de ideais.
  • Lua em Peixes: precisa nutrir sua imensa sensibilidade, através de vínculos, empatia e também fé.

1 comentário sobre “Lua no Mapa Astral: o que nutre a sua alma?”

É de grande importância a gente se basear, pela fase da lua, nos ajuda muito diminuir nossos problemas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *