Astrologia

Gêmeos naturais e o destino na astrologia

publicado por

Uma pergunta muito comum em Astrologia é porque gêmeos, que nasceram com intervalo de minutos, têm diferenças de personalidade. A resposta para essa pergunta está na raiz de como funciona a Astrologia.

Na literatura e nos filmes, freqüentemente irmãos gêmeos são representados como opostos, sendo que um é o bom e o ingênuo e o outro é o mau e o astuto. Eles são completamente opostos, e a sua espantosa semelhança física só serve para prejudicar o bom. Ao final, o mau é morto, arrasado ou destruído, depois de ter se aproveitado o máximo do bonzinho, inclusive roubando-lhe seu par amoroso. Não é assim? Mas e na vida real?

Na vida real, os gêmeos, por mais diferentes que sejam, possuem um tipo de união e cumplicidade que dificilmente se vêem entre os irmãos comuns. Eles costumam ter os mesmos interesses e, geralmente, a mesma profissão, muitas vezes trabalhando juntos. Apenas um é definido como mais fechadão enquanto o outro é mais éxtrovertido. Como a Astrologia explicaria essa diferença, uma vez que os mapas são praticamente idênticos?

Antes de responder a essa pergunta sob o ponto de vista da Astrologia, temos que ressaltar que a ciência, de um de um modo geral, também se interessa pelo caso dos gêmeos, particularmente quando eles foram separados na infância. E a constatação mais assombrosa é que a distância os deixou mais iguais! Casam-se na mesma época e tendem a preferir um tipo parecido de cônjuge.

É justamente nesse ponto que entra a explicação astrológica: mapas astrais iguais não definem pessoas iguais, e sim, parecidas. Isso porque há um componente sempre correndo em paralelo ao mapa astral: o livre arbítrio. É o livre arbítrio que faz com que você queira e precise se diferenciar do seu irmão gêmeo. Se você não o conhece ou não está em contato com ele, como no caso dos gêmeos que foram separados, o livre arbítrio não exerce o seu papel e vocês ficam mais parecidos do que se estivessem juntos.

O conceito do livre arbítrio é essencial à Astrologia, e, na verdade, interfere o tempo todo. Um exemplo: de posse do seu mapa, o Astrólogo observa que você teve um histórico familiar complexo e difícil. Ele SABE disso, mas NÃO SABE o que você fez com esse passado, se ele te impulsionou para a frente, transformando-o, por exemplo, em um profissional brilhante, ou se você ficou estagnado nele, tornando-se um marginal ou qualquer outra figura infeliz ou desajustada.

Pelo seu mapa, o Astrólogo sequer pode saber se você é feliz! Sim, há mapas mais tranqüilos e estáveis, enquanto outros são turbulentos. Você pode até considerar que há mais chances de ser feliz nos mapas tranqüilos, mas e se essas podem lutam menos e têm uma vida mais parada? Será que são mais felizes?

Qual é o limite, então, em que a Astrologia pode VER e NÃO VER? Sempre o limite humano. Um mapa astral não existe se você não considerar que HÁ UMA PESSOA POR TRÁS DELE. Essa pessoa pode ter um potencial imenso, para diversas coisas, mas pode não estar fazendo nada. Assim, você não pode pegar um mapa e dizer, por exemplo, é um artista. Você pode ver que aquela pessoa PODERIA SER um artista, que houve momentos astrológicos favoráveis para isso, mas que ela NÃO FOI um artista, por algum motivo DELA, do livre arbítrio dela.

Assim, quanto mais se trabalha com Astrologia, mais se constata que não há mapas bons ou maus. Sim, você pode ver toda a psicologia de uma pessoa pelo seu mapa, pode até prever alguns eventos, mas há algo que só pertence a ela, e que o astrólogo deve reverenciar.

Assim, um astrólogo pode apontar um talento, mas somente a pessoa poderá desenvolvê-lo. Um astrólogo pode prever um período difícil, e se surpreender depois de como o seu cliente se saiu bem naquela fase, como ele cresceu e amadureceu.

A Astrologia é nada mais, portanto, que o entrelaçamento entre destino e livre arbítrio.

RSS Feed

Assine o RSS FEED e não perca nenhuma novidade do nosso site!
Você também pode receber as atualizações da semana assinando por email!

3 comentários: “Gêmeos naturais e o destino na astrologia”


  1. Amanda diz:

    Ah muito bom! 😀
    Esse era um dos únicos pontos que ainda tinha certa dúvida na astrologia.


  2. Bruna diz:

    Ótimo texto. Aliás, ótimo blog! Está na minha listinha de blogs favoritos de astrologia. Adoro seu jeito de escrever e expressar as ideias, muito fácil de compreender. Queria poder conversar com você, talvez até marcar uma consulta…
    Enfim, parabéns pelos textos e continue melhorando.
    Beijos sagitarianos.


  3. vtuleski diz:

    Muito obrigada, Bruna! Seja bem vinda sempre ao blog e o dia em que bater aquela vontade de marcar uma consulta, estarei aqui!
    Beijos mil!

Deixe o seu comentário:

Vanessa Tuleski

Vanessa Tuleski iniciou seus estudos de astrologia em 1989, passando a atuar como astróloga profissional 7 anos depois. Dá consultas astrológicas no Rio de Janeiro ou através do Skype para outras cidades. Agende a sua consulta!

É palestrante do evento anual de previsões astrológicas Presságios (RJ), colabora com os sites Personare e Constelar. Membro do SINARJ, palestrou eventos para astrólogos promovido por este sindicato de 2012 a 2017, e, novamente, em 2019, com duas palestras.

Atenção: este site NÃO é destinado a consultas gratuitas. Para tirar dúvidas sobre o seu mapa, é necessário agendar uma consulta paga. Respeite o astrólogo como um profissional que estudou para realizar o seu trabalho e que precisa ser remunerado, assim como um médico, advogado e qualquer outra profissão. O profissional agradece.

Mais sobre Vanessa Tuleski »

2020 - Vanessa Tuleski - (CC) Todos os Direitos Reservados - Desenvolvido por Magno Valdetaro
O conteúdo deste site de autoria de Vanessa Tuleski está sob a licença de Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil. Nenhum conteúdo deste site pode ser copiado e reproduzido em outro site sem autorização do autor! Mais detalhes aqui!

Creative Commons License